Fonte Maior Fonte Padrão Fonte Menor
18 Jan 2012
A Aposta de Silas Malafaia
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Reportagens

      

Silas Malafaia está investindo pesado em sua gravadora. Nos bastidores está criando um suporte para seus artistas, com um maior relacionamento com rádios e veículos de comunicação, e reforçando o cast, de forma mais agressiva, da Central Gospel Music. O grande investimento será o cantor Jota A, que segundo, Silas Malafaia, sairá com 250 mil cópias.

        Ao CREIO o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, confirmou que o talento mirim revelado no Raul Gil será reconhecido na gravadora. “Os pais quando me procuraram estavam preocupados com futuro do garoto. Rejeitaram propostas milionárias, pois querem seu filho na Igreja, não só o sucesso.”

        Além de Jota A, Eshyila ? que estava na MK Music-, deve ser anunciada em breve como reforço no time.

Fonte: Portal "Creio"


18 Jan 2012
Aline Barros comenta lei que reconhece a música gospel como manifestação cultural
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Reportagens

Para a cantora evangélica
esse é um grande passo que beneficiará o segmento

A cantora Aline Barros participou de uma reportagem do Jornal do SBT comentando a decisão da presidente Dilma Rousseff que sancionou a Lei que reconhece a música gospel como manifestação cultural, autorizando que produtos de eventos desse segmento possam se beneficiar da Lei Rouanet.

Apesar de ser gospel, é uma música e música é cultura, então a gente fica muito feliz… eu acredito que é um grande passo que estamos dando” disse a cantora evangélica de maior representatividade no cenário secular.

Aline Barros já participou de inúmeros programas de TV em canais seculares e é atualmente a cantora que mais vende CDs no Brasil, tanto que seu último álbum, “Extraordinário Amor de Deus”, chegou a vender mais de 300 mil cópias em 2011.

A lei que foi sancionada segunda-feira, 9, é um projeto de autoria do ex-deputado federal bispo Robson Rodovalho (PP-SF), um dos fundadores da Igreja Sara Nossa Terra, com o objetivo de apoiar eventos realizados por cantores evangélicos e também católicos.

Com isso as produtoras que organizam eventos do gênero podem se beneficiar do direito de receber isenção fiscal e outros benefícios da Lei Rouanet. Mas é importante dizer que igrejas não serão contempladas com esses benefícios.

Enquanto falava sobre a decisão da presidente, a reportagem do SBT mostrou trechos de apresentações de Mariana Valadão e de André Valadão, além de mostrar imagens de Aline Barros se apresentando no Programa da Eliana no início do ano de 2011.

Fonte: Portal Gospel Prime


18 Jan 2012
Com apoio de cristãos, profecias bíblicas estão se cumprindo em Israel
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Reportagens


“Árvores no deserto”
teriam sido anunciadas pelos profetas Isaías e Obadias

O profeta Isaías escreveu em seu Livro, cerca de 700 anos antes de Cristo: “O deserto e o lugar solitário se alegrarão disto; e o ermo exultará e florescerá como a rosa” (Isaías 35:1) ou, neste caso, “como o carvalho ou o pinheiro”. Até algumas décadas atrás, as colinas da Judeia eram um lugar seco (deserto) onde ninguém habitava (sozinho).

Hoje, graças ao trabalho do Fundo Nacional Judaico (JNF) e a participação de entidades cristãs de todo o mundo, as profecias bíblicas estão sendo literalmente cumpridas nas colinas da Judeia. O doutor Liran, representante do Fundo, “eles dizem que se você está plantando uma árvore e o Messias vier, continue plantando a árvores antes de saudar o Messias”.

Com esta iniciativa, o Fundo Nacional Judaico já plantou mais de 240 milhões de árvores na Terra Prometida. Trata-se de um projeto que literalmente tem transformado o deserto em um paraíso. ”Temos uma oração que diz… Desde a tua habitação no céu, contempla e abençoa esta terra santa, para que mane novamente leite e mel… Afunda as suas raízes e aumenta as suas copas para florescerem em tua graça, junto com todas as árvores em Israel”, lembra Liran.

Os líderes da COICOM [Confederação Cristiã Iberoamericana de Comunicadores e Meios de Massa] dão sua contribuição no replantio das árvores na Terra Santa, mais especificamente na Floresta Kennedy, poucos quilômetros ao sul de Jerusalém. ”Tem sido uma experiência muito importante vir à Terra Santa, Jerusalém, para plantar uma árvore. É uma alegria e foi uma honra para mim contribuir para o reflorestamento da Terra de Israel “, disse Arnold Enns, presidente da COICOM.

Esse novo trabalho de plantio ocorre exatamente um ano após o grande incêndio das florestas do Monte Carmelo, que deixou milhares de hectares em cinzas, causando 44 mortes.

“Esta é uma terra deserta e precisamos reflorestar. Não vai ajudar apenas o estado de Israel, mas também os países que estão prestes a restaurar a vida selvagem, flores e tudo o que era natural de sua terra”, diz outro membro da COICOM.

Este processo está chegando ao deserto no sul do país. ”No Neguebe também estamos cumprindo a visão de David Ben Gurion. Estamos plantando árvores no Neguebe, que é a floresta Yatir. É muito bom ver no meio do deserto surgir uma floresta tão grande”, diz Liran.

Janet Luttrell, uma representante da COICOM, reafirma a importância dos latinos nesse plantio em Israel. Ela acredita que existe outra profecia se cumprindo, a de Obadias 20, que diz “E os cativos deste exército, dos filhos de Israel, possuirão os cananeus, até Zarefate; e os cativos de Jerusalém, que estão em Sefarade, possuirão as cidades do sul”.

A segunda parte do versículo fala sobre aqueles de Jerusalém que estão espalhadas em Sefarade. No mapa atual, é a Espanha. Esses descendentes possuirão as cidades do sul, onde está o Neguebe. “A América Latina está cheia de pessoas descendentes dos hispânicos que foram corajosos para fugiu da Espanha durante a Inquisição. Muitos desses judeus tornaram-se cristãos e são chamados de sefaraditas”.

Stan Jeter, vice-presidente da COICOM, lembra o que está escrito na Bíblia referente à bênção sobre Israel: ”O Salmo 1 diz que o justo é como uma árvore plantada junto a ribeiros de águas que dá o seu fruto no seu tempo certo. É isso que queremos para Israel. Que seja uma terra fértil, uma terra abençoada e que possa abençoar as nações. ”

Traduzido e adaptado de CBN

Fonte: Portal "Gospel Prime"


18 Jan 2012
O Lado B do BBB
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Reportagens


Igreja Presbiteriana cria site para alertar cristãos sobre as intenções do programa

A Igreja Presbiteriana do Brasil resolveu analisar o reality show Big Brother Brasil de uma outra perspectiva e para isso criou programa “Lado B do BBB” que é transmitido pela Rádio IPB e também postado no site da denominação comentando os aspectos negativos da atração da Globo que está em sua 12º edição e pedindo para que os fiéis não assistam ao programa.

O programa mais recente comentou sobre as características dos participantes, que ao contrário do que é afirmado, não reflete a sociedade brasileira, pois cada um dos 16 participantes não se parece fisicamente com a maioria da população do Brasil.

O reverendo Robinson Granjeiro diz que sua “constatação é que o BBB 12 simplesmente tem o mais do mesmo de edições anteriores”. Para o líder presbiteriano o programa exalta apenas três coisas: Beleza física e disposição para expor o corpo à vontade; ambição para usar todos os meios possíveis, éticos ou não, para conseguir o milhão e habilidades para envolver os outros participantes e o público evitando a eliminação precoce.

Granjero também critica o fato da emissora carioca ter anunciado que duas de suas participantes são evangélicas. Jakeline e Kelly se declaram evangélicas e muitos cristãos questionaram as intenções dessas ‘sisters’ no programa que tem um forte lado apelativo e imoral.

Mas em seu programa de rádio o reverendo faz três questionamentos sobre o programa: 1º que seus participantes não representam a sociedade brasileiras, pois não há pessoas obesas, deficientes e nem negros. 2º que seus participantes são escolhidos de acordo com interesses publicitários e por isso a beleza é tão privilegiada. 3º sobre o que  a Palavra de Deus tem a dizer sobre isso.

“Sem Ele, os valores majoritários presentes no estrato moral e ético das maiores civilizações se tornam relativos, a normalidade dos conjuntos atitudinais se tornam meras expressões do egocentrismo e da soberba e as crenças de primeira ordem do ser humano sobre o bem e o mal, o certo e o errado completamente questionáveis”, disse.

Mas ao terminar o programa o pastor convida a todos a enxergarem esse lado B do reality show. “Talvez ele reluza como espelho e nele possamos nos ver também. Talvez ele seja translúcido e por ele possamos ver os outros como devemos ver a nós mesmos”.

Visite o site www.ipb.org.br/bbb.

Fonte: Portal Gospel Prime


05 Jan 2012
O pré-sal em um mundo sem petróleo e as Forças Armadas
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Crônicas da Vida, Reportagens

 

plataforma de petróleo marítima

Por: Mauro Santayana

Há décadas que a exaustão dos mananciais de petróleo vem sendo anunciada. O assunto foi dos mais discutidos pelo Clube de Roma, que pretendia deter o desenvolvimento econômico do mundo, com o congelamento do progresso e o crescimento zero. Os argumentos eram poderosos: como os recursos do planeta são finitos, infinito não pode ser o seu consumo, e o modelo de vida deve ser mudado.

Ocorre que os países ricos ? que promoveram o encontro e soaram o alarme ? pretendiam congelar o tempo: os que se encontravam à frente, à frente continuariam, enquanto os outros, não podendo desenvolver-se, pelo acordo pretendido, regrediriam. A reação dos países em desenvolvimento, com o apoio então da URSS, tornou o projeto inviável.

A partir da Conferência de Estocolmo, em 1972, a preocupação com o meio ambiente passou a ser, sobretudo, dos países em desenvolvimento, que apontaram as razões reais da crise: a civilização do desperdício imposta ao mundo pelos países ricos. A partir de então, os países centrais aceleraram o seu esforço a fim de controlar as fontes de matéria-prima, sobretudo do petróleo, no mundo inteiro, com o emprego da diplomacia e da guerra. Essa ofensiva foi possível mediante a aliança entre Reagan, Thatcher e o Vaticano, com a cumplicidade de Gobartchev, contra o sistema socialista ? que apoiava os esforços do Terceiro Mundo.

Uma das artimanhas do poder imperial é a desinformação. Com relação à energia ? além do petróleo, o urânio e terras raras ? essa desinformação é patente: tenta esconder o entendimento entre os países ricos para o controle direto das atuais jazidas, que se exaurem rapidamente. Não se preocupam com a poluição do mundo, nem com o chamado efeito estufa: seu cuidado é o de manter a posição hegemônica.

Nessa atitude, os Estados Unidos, os países europeus e os chineses continuam a proclamar a intenção de encontrar saídas para proteger o ambiente da vida, enquanto continuam também em seu processo poluidor, não só em seus territórios nacionais mas no mundo inteiro ? conforme a atuação de suas empresas na África, na Ásia e na América Latina.

“Se a previsão se confirmar, em 20 anos as atuais reservas estarão esgotadas”As grandes empresas petrolíferas ? que mantêm influência poderosa nos governos dos países centrais, de forma direta, ou mediante o Clube de Bilderberg ? escondem as previsões assustadoras de que as reservas petrolíferas do mundo chegarão ao seu pico nos próximos três anos, e se iniciará o processo de exaustão, calculado em 5% ao ano ? nos termos atuais de consumo. Se essa previsão se confirmar, em 20 anos as atuais reservas estarão esgotadas, se o consumo não aumentar, o que reduziria o prazo previsto.

Um dos sinais das dificuldades a vir é o malogro do grande campo de Kachagan, nas águas sob a jurisdição do Casaquistão, no Mar Cáspio. A província petrolífera de Kachagan era uma das maiores promessas de grande produção. As reservas são calculadas entre 9 e 16 bilhões de barris. O início da produção estava previsto para daqui a dois anos ? em 2014. Dificuldades técnicas e dificuldades econômicas se alternam. É preciso trabalhar em condições extremas, com a temperatura variando de 35 graus abaixo de zero, no inverno, a 40 graus acima de zero, no verão.

As condições são de tal maneira duras que os trabalhadores da região protestaram, em dezembro, de forma vigorosa contra as condições de trabalho impostas pelas empresas Total, da França; Shell, da Holanda e do Reino Unido; Exxon, dos Estados Unidos; e Eni, da Itália. Foram reprimidos a bala pelo governo do Casaquistão, com pelo menos dez mortos. Houve deliberado silêncio sobre o incidente.

Com toda a pujança do campo de Kachagan, suas reservas totais dariam apenas para o consumo mundial, nos níveis atuais, de três meses (na previsão mais baixa, de 9 bilhões de barris) a menos de seis meses (na hipótese de 16 bilhões). O Cáspio era a grande miragem dos Estados Unidos e seus aliados europeus, e a verdadeira razão da guerra movida contra o Afeganistão, assim como a verdadeira razão da guerra contra o Iraque sempre foi o petróleo. Embora haja ainda a possibilidade de outras jazidas, de menor expressão, de petróleo e gás na região, a grande expectativa, a de Kachagan se frustra.

Diante dos obstáculos, os investidores se afastam do projeto, e as empresas envolvidas começam a planejar a retirada, mas se encontram presas ao contrato com o governo do Casaquistão, e esse contrato termina em 2041 ? com a transferência para o país das instalações da grande ilha artificial montada pelas contratantes.

O petróleo continua sendo a mais importante das matérias-primas, enquanto a ciência não lhe encontrar sucedâneos. A advertência de que a contagem para a sua exaustão já se inicia deve ser meditada em nosso país. Estamos eufóricos com as perspectivas das jazidas encontradas sob a camada de sal no litoral atlântico.

Há hoje uma disputa entre estados e municípios para o dispêndio de parcela dos resultados dessa exploração, por via dos royalties. Isso se houver realmente royalties, uma vez que, se não prevalecer a Emenda Pedro Simon, os royalties a serem pagos pelas empresas exploradoras serão a elas devolvidos em óleo.

“As manifestações de massa do ano que passou podem ter sido apenas fogo de palha”Temos também que usar desses recursos, se eles corresponderem ao que esperamos, para financiar pesquisas nacionais em busca de fontes alternativas de energia e, com a mesma preocupação, do fortalecimento de nossos exércitos. No que se refere às Forças Armadas, é urgente restabelecer a indústria nacional de armamentos, abandonada pelo derrotismo interessado dos neoliberais brasileiros. Essa atitude capitulacionista quase nos custou a entrega total da Petrobras às sete irmãs bastardas, que são as principais petroleiras do mundo. O balanço objetivo do que foi o governo Fernando Henrique poderá ser realizado com a CPI das Privatizações, a ser constituída em breve.

O mundo que temos à frente não nos promete a paz ? a menos que sejamos capazes de agir decisivamente contra o sistema atual, dominado por meia dúzia de meliantes, que controlam os governantes, a maioria deles pessoas medíocres e subornadas pelos grandes bancos, que também controlam as grandes corporações multinacionais.

As manifestações de massa do ano que passou podem ter sido apenas fogo de palha. Falta organizar politicamente o inconformismo, em cada um dos países do mundo, a fim de assegurar aos seres humanos os direitos que lhes são naturais, e que se resumem em viver, enquanto vida houver, sem medo e sem ódio.

Tags: clube de roma, consumo, crescimento, países ricos, Petróleo, sinal, escatológico, tempo, fim

Fonte: Jornal do Brasil Online


<< Recentes 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 Anteriores >>

Crônicas da Vida
Pastorais e Estudos
Eventos
Comunicações
Utilidade Pública
Humor
Reportagens
Mulher
Pesquisas & Estatisticas
Avivamento
Pedido de Oração
Datas Celebrativas
Fotos
Clips
Livros - Indicação
Missões
Ilustrações
Áudios de Mensagens
Oportunidades de Negócios


Facebook

Visitantes: 370174
Visitantes Online: 3
© Blog do Pastor - 2007 desenvolvido por