Fonte Maior Fonte Padrão Fonte Menor
13 Mai 2011
Piper: "Deus tem Emoções Mistas sobre Morte Osama bin Laden
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Pastorais e Estudos, Reportagens

Será que Deus está contente que Osama bin Laden está morto? O proeminente pastor evangélico John Piper diz que sim e não.

As emoções de Deus, como seres humanos, são complexas e nem sempre a preto e branco como alguns as retrata ser, escreve Piper, fundador do ministério Desejando a Deus (Desiring God), no blog do grupo esta semana. é verdade que Ele tem prazer na morte do ímpio, mas ao mesmo tempo, a morte não traz prazer a Deus.

Citando Ezequiel 18:23, 32, Piper, o pastor da Igreja Batista de Belém em Minneapolis, aponta que a Bíblia registra: "Tenho eu algum prazer na morte do ímpio? diz o Senhor Deus. Não desejo antes que se converta dos seus caminhos, e viva?"

Mas, em outros versos, a Bíblia registra que Deus encontra prazer no julgamento e morte dos impenitentes malfeitores. Em Ezequiel 5:13, a Bíblia registra: " Assim se cumprirá a minha ira, e satisfarei neles o meu furor, e me consolarei; e saberão que sou eu, o Senhor, que tenho falado no meu zelo, quando eu cumprir neles o meu furor," e em Provérbios 1:25-26: "Antes desprezastes todo o meu conselho, e não fizestes caso da minha repreensão; também eu me rirei no dia da vossa calamidade; zombarei, quando sobrevier o vosso terror.”

"Minha sugestão é que a morte e a miséria do impenitente é dentro e dele mesmo e não um prazer para Deus," escreve Piper. "Deus não é um sádico. Ele não é malicioso ou sanguinário. A morte e o sofrimento por si só não é o Seu deleite."

"Antes, quando um rebelde, perverso, pessoa descrente é julgado, o que Deus tem prazer é na exaltação da verdade e da justiça, e a vindicação de Sua própria honra e glória."

O presidente Barack Obama, anunciou domingo à noite que o líder da Al Qaeda, Osama bin Laden havia sido morto em um ataque dos EUA na casa que abriga Bin Laden em Abbottabad, 30 quilômetros a nordeste da capital paquistanesa Islamabad. Uma equipe da SEAL da Marinha matou Bin Laden e outros três homens em uma operação de troca de tiros que durou cerca de 40 minutos.

Os americanos se alegraram com a notícia de que o cabeça por trás dos atentados terroristas do 11 de setembro que mataram quase 3.000 pessoas e causou o colapso das Torres Gêmeas em Nova York, foi finalmente levado à justiça depois de 10 anos.

"Eu SIM lamento a morte=A morte generalizada que a vida de Bin Laden causou. Hoje, devemos celebrar o sacrifício e vitória de nossas tropas," tuitou o pastor Steven Furtick da Elevation Church em Charlotte, NC.

"Eu, sem apologia, comemorarei multidões de pessoas que terão a oportunidade de viver por causa da morte deste homem. Isso é bom, ISSO é a vitória."

Mas o líder da Igreja emergente Brian McLaren questionou as comemorações da "morte de um assassino que com alegria celebrava a morte."

"Será que estamos aprendendo alguma coisa, ou simplesmente girando no ciclo de violência?"

O pastor Greg Laurie da Harvest Christian Fellowship, em Riverside, Califórnia, não se lamenta sobre o assassinato de Bin Laden, especificamente, mas ele falou sobre a cosmovisão bíblica em auto-defesa e retaliação em seu programa de rádio Um Novo Começo, na quarta-feira.

Lendo Mateus 5:38-42 ("Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. Eu, porém, vos digo que não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te bater na face direita, oferece-lhe também a outra; e ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa; e, se qualquer te obrigar a caminhar mil passos, vai com ele dois mil. Dá a quem te pedir, e não voltes as costas ao que quiser que lhe emprestes.”), Laurie enfatizou que os ensinamentos do Sermão da Montanha se aplicam a crentes e não são a norma para reger uma sociedade.

"Deve um Cristão ser um pacifista completo? Não devemos nunca nos defender?" perguntou Laurie durante o programa. "Não, não existe um lugar para a auto-defesa. Há um lugar para manter-se firme."

O pastor da megaigreja da Califórnia do Sul e evangelista apontou para Mateus 5:38, sobre um "olho por olho," e êxodo 21:24, "olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé, queimadura por queimadura, ferimento por ferimento, contusão por contusão," como o sistema de justiça cívico hebraico que os governos deveriam governar. Ele observou que o sistema jurídico limitou o julgamento para combinar a punição ao crime.

Laurie apontou para Romanos 13, onde os crentes são instruídos a obedecer as autoridades, ou o governo, porque "Deus os criou."

"Ele (policial ou soldado) é um servo de Deus, fazendo o bem," disse Laurie. "Ele não carrega a espada. Ele é um servo de Deus e do agente da ira para trazer a punição para o que faz errado."

"Deus delegada vingança ou a aplicação da justiça ao governo, caso contrário, as pessoas más vão dominar e, portanto, segundo as Escrituras, governo, policiais e militares todos têm o seu lugar, um lugar que Deus ordenou," disse ele.

Laurie apontou que a Bíblia ainda chama os Cristãos a serem soldados (2 Timóteo 2:3) e disse que Deus nunca iria usar uma "profissão desonrosa" como um exemplo para os Cristãos seguirem.

"Eu trouxe este assunto porque algumas pessoas dizem que a Bíblia ensina pacifismo. Jesus foi o último pacifista. Jesus foi o primeiro hippie, né? ´Paz e amor, o homem. "Não, na verdade isso não é verdade," disse Laurie.

Jesus, quando ele administrou a justiça, derrubou as mesas dos cambistas no templo e os expulsou. Ele disse aos discípulos que os dias perigosos estão chegando quando pode precisar de espadas, disse Laurie.

"Agora por que eles carregam espadas? ... Para auto-defesa," disse ele. "Então isso é importante, Deus estabeleceu o governo humano para administrar a justiça. é aceitável para um Cristão se defender e exercer o seu direito."

"A Bíblia não diz que o Cristão deve ser uma espécie de capacho."

Mas enquanto o governo é responsável pela realização da justiça, os Cristãos são ensinados por Jesus no Sermão da Montanha para suportar injustiças pessoais em prol de ganhar alguém para Cristo. Os crentes devem tentar transformar seus inimigos em amigos e deixar o governo lidar com a parte da justiça.

Fonte: The Christian Post

    


13 Mai 2011
Maioria dos Americanos Dizem que é Biblicamente Errado Comemorar a Morte de Osama bin Laden
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Reportagens

Seis em cada 10 americanos concordam que baseado na Bíblia, os cidadãos dos EUA não devem comemorar a morte do líder da al-Qaeda, Osama bin Laden, descobriu um estudo novo. Os entrevistados concordaram que o versículo da Bíblia Provérbios 24:17: "Não se alegrem quando seus inimigos caírem," aplica-se à morte de Bin Laden, de acordo com o Instituto de Pesquisa Pública Religião / Serviço Notícias Religião. E 62 por cento dos norte-americanos totalmente ou na maior parte concordam com a afirmação de que "é imoral comemorar a morte de outro ser humano, não importa o quão ruim essa pessoa era."

A pesquisa foi realizada entre 05 de maio e 8, poucos dias depois do presidente Barack Obama anunciar que uma equipe de SEALs da Marinha assassinaram o mentor dos ataques terroristas de 11 de setembro. Após o anúncio, alguns americanos tinham tomado as ruas para comemorar que o homem visto como o rosto do terrorismo foi finalmente levado à justiça depois de quase uma década.

Desde o êxito da operação secreta em Abbottabad, Paquistão, autoridades dos EUA descobriram que bin Laden era ainda muito o estrategista por trás dos ataques terroristas ao redor do mundo. Baseado no diário pessoal de bin Laden e pen drives apreendidos durante o ataque de 1° de maio, os agentes descobriram que ele aconselhou os membros da al-Qaeda em outros países a também terem como alvo trens, além de aviões, para atacar em importantes datas americanas - como 04 de julho e os aniversários do 11 de setembro - e matar muitos americanos, ao mesmo tempo, de acordo com a Associated Press.

Informações indicam que bin Laden ainda era líder ativo da Al-Qaeda e não apenas uma figura inspiradora como muitos oficiais de contraterrorismo tinham acreditado. Escritos confiscados Bin Laden também revelaram que ele aconselhou os extremistas também alvo de Los Angeles e outras cidades menores nos Estados Unidos, além de Nova York. Contudo, apesar da ameaça de bin Laden, a maioria dos americanos concorda que é errado comemorar a sua morte ou a morte de ninguém. A Pesquisa da Notícias de Religião PRRI / RNS descobriu que 66 por cento dos protestantes evangélicos brancos - uma proporção maior do que os católicos (59 por cento) e brancos protestantes (53 por cento) - concordaram com a passagem bíblica de Provérbios 24:17 para não se alegrar quando um inimigo cai.

Mas entre os líderes evangélicos, têm havido divergências sobre como biblicamente reagir à notícia da morte de Bin Laden. O Pastor John Piper da Igreja Batista Bethlehem em Minneapolis, escreveu em um blog na semana passada que Deus tem emoções mistas sobre a morte de Bin Laden - ambos deliciando-se com a morte do ímpio e infeliz com qualquer morte e sofrimento. Anteriormente, o Pastor Steven Furtick da Carolina do Norte da Igreja Elevation apoiou fortemente a celebração da morte de Bin Laden. Ele tuitou que ele lamenta as mortes que a vida de Bin Laden causou e tuitou que "devemos comemorar o sacrifício e a vitória de nossas tropas."

Em contraste, o líder da Igreja emergente Brian McLaren tomou uma postura crítica contra a celebrar "o assassinato de um assassino que celebrava a morte com alegria."

"Será que estamos aprendendo alguma coisa, ou simplesmente girando mais no ciclo de violência?" postou McLaren.

Além da questão em celebrar a morte de Bin Laden, a pesquisa do PRRI / RNS também constatou que um número esmagador dos americanos (82 por cento) concordam que bin Laden distorceu os ensinamentos do Islã para seus próprios fins. E quase dois terços (65 por cento) concordam que bin Laden será castigado eternamente no inferno por seus pecados. Os resultados da pesquisa PRRI RNS / são baseados em entrevistas telefônicas com uma amostra aleatória de 1.007 adultos.

Fonte: The Christian Post

    


12 Mai 2011
Tata lança furgão do Nano na Índia
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Reportagens

A Tata Motors lançou nesta semana (10), na Índia, dois utilitários baseados no subcompacto Nano. Lançado no mercado indiano há dois anos, o Nano é considerado o carro mais barato do mundo por cerca de US$ 2.500.

O Magic Íris é um furgão pequeno para até quatro ocupantes e janela traseira em lona. O modelo vem com motor 0.6 a diesel, com refrigeração a ar, de 11 cv e 3,2 kgfm de torque.

   furgao   
 

O furgão foi lançado no Salão do Automóvel de Nova Deli, no ano passado. Para Ravi Pisharody, diretor comercial da Tata, o modelo é uma alternativa aos triciclos usados como táxi na Índia.

  microcaminhao  

O Ace Zip é um micro-caminhão com capacidade para 600 kg. Os dois modelos devem ser tabelados em US$ 4.000 cada um.

Fonte: Folha Online

    


11 Mai 2011
Pregador é preso na Inglaterra por dizer que homossexualismo é pecado
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Reportagens

Britânico Dale McAlpine foi detido na rua por policial
que ouviu declarações anti-gay

O jornal britânico The Daily Telegraph noticiou que um pastor foi preso depois de ter dito durante sermão na rua que homossexualismo é um pecado.

Dale McAlpine foi acusado de causar “alarme, intimidação e angústia” depois que um policial comunitário ouviu o pastor batista mencionar vários “pecados” citados na Bíblia, como blasfêmia, embriaguez e relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo.

O pastor de 42 anos prega nas ruas de Wokington, na região de Cumbria, no noroeste da Inglaterra há anos, e disse que não mencionou homossexualismo quando fazia o sermão do alto de uma pequena escada, mas admitiu ter dito a uma pessoa que passava que acreditava que a prática era contrária aos ensinamentos de Deus.

O policial Sam Adams identificou-se ao jornal Daily Mail como um agente de ligação entre a polícia e a comunidade gay e transexual e avisou o pregador, que distribuía folhetos e conversava com as pessoas nas ruas, que ele estava violando a lei. Mas ele continuou pregando e foi levado para a prisão, onde permaneceu por sete horas.

Para um outro jornal britânico o pastor disse que o incidente foi “humilhante”.”Eu me sinto profundamente chocado e humilhado por ter sido preso em minha própria cidade e tratado como um criminoso comum na frente de pessoas que eu conheço,” disse ele ao Daily Telegraph.

Semanas atrás um juiz britânico decidiu que não há proteção especial na lei para crenças cristãs durante um julgamento de uma ação movida contra um organização que demitiu um terapeuta de casais por se recusar a atender casais gays alegando que isso seria contra seus princípios cristãos.

Fonte: Gospelprime

    


09 Mai 2011
Whitney Houston começa a fazer novo tratamento de reabilitação
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Reportagens, Pedido de Oração

A cantora Whitney Houston, 47, começou a fazer um programa de reabilitação para drogas e álcool, segundo o site da revista "People".

"Whitney Houston atualmente é uma paciente de um programa de reabilitação para drogas e álcool. Ela entrou no programa voluntariamente para ser ajudada no seu longo processo de recuperação", disse o representante da cantora ao site.

O programa não requer que Houston fique internada e, desde que seja acompanhada por um monitor, ela pode sair em público.

Fonte: Folha Online

            


<< Recentes 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 Anteriores >>

Crônicas da Vida
Pastorais e Estudos
Eventos
Comunicações
Utilidade Pública
Humor
Reportagens
Mulher
Pesquisas & Estatisticas
Avivamento
Pedido de Oração
Datas Celebrativas
Fotos
Clips
Livros - Indicação
Missões
Ilustrações
Áudios de Mensagens
Oportunidades de Negócios


Facebook

Visitantes: 389856
Visitantes Online: 2
© Blog do Pastor - 2007 desenvolvido por