Fonte Maior Fonte Padrão Fonte Menor
20 Set 2007
Dízimos e Ofertas
6 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Pastorais e Estudos

Por: (*) Edemar Vitorino

Estudo bíblico sobre Mordomia Cristã.


               Textos iniciais: Malaquias 3:8-10 e Mateus 25:14-30


INTRODUÇÃO:

                A infidelidade a Deus nos Dízimos e nas Ofertas tem impedido muitos crentes de viverem a vida abundante que a Palavra de Deus promete.

                O estudo deste tema para crentes fiéis e super-atraente e motivo de louvor e júbilo! Porém, para os infiéis se mostra pesado, e pouco atraente!

                Vejamos o que nos diz a Palavra de Deus... 

I - O QUE É DÍZIMO?

                R = É 10% (dez por cento) ou 1/10 avos.

                Deus é muito bom, de 100% Ele permite que fiquemos com 90%, nos pede apenas 10%!

                Não é OFERTA! Oferta é tudo aquilo que damos além do dízimo.

                OFERTA ALÇADA - Vem do Hebraico “teruma” = PESADAS, ALTAS, ELEVADAS, PRODUTIVAS...


II - NÓS SOMOS MORDOMOS DO SENHOR

                Mordomo é o Administrador de Bens Alheios

                Tudo o que temos, na verdade, não é nosso - É do Senhor! 

I Cor 10:26 “Porque do Senhor é a terra e a sua Plenitude”

Ageu 2:8 “Minha  é a prata, meu é o ouro, diz o Senhor dos Exércitos.”

SL 50:10 “Porque meu é todo o animal da selva, e o gado sobre milhares de montanhas. Conheço as aves dos montes e minhas são todas as feras do campo...”

Col 1:16 “... tudo foi criado por meio dele e para Ele.”

Gn 2:15 - “E tomou o Senhor Deus ao homem e o pôs no Jardim do Éden para o lavrar e guardar.” - Deus não deu o jardim ao homem,  pôs o homem no jardim para o lavrar e guardar..."

Mt 25:14-30 - Na parábola dos talentos vemos que o Senhor entregou os talentos para os servos administrarem... Mas tarde o Senhor volta para pedir contas de tudo!


III - TUDO O QUE TEMOS VEM DO SENHOR

I CRÔNICAS 29:14 - "Porque quem sou eu, e quem é o meu povo, para que pudéssemos oferecer voluntariamente coisas semelhantes? Porque tudo vem de ti, e do que é teu to damos."

Os 2:8-9 - “Ela, pois, não soube que eu é que lhe dei o grão, e o vinho, e o óleo, e lhe multipliquei a prata e o ouro... Portanto, tornar-me-ei e reterei a seu tempo o meu grão, e o meu vinho; e arrebatarei a minha lã e o meu linho...”


IV - UM DIA TEREMOS QUE PRESTAR CONTAS

É o que aprendemos na Parábola dos Talentos - Mt 25:14-30

Rm 14:12 - “Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus.”

II cor 5:10 - “Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo...”

Prestaremos conta de TUDO! Dos dízimos (10%) e até mesmo dos restantes 90% que também não é nosso! (somos apenas mordomos...)


V - O DÍZIMO É BÍBLICO


                A) NO VELHO TESTAMENTO                

1) No Éden - Já vemos o princípio do dízimo quando o Senhor separou uma árvore para Ele

2) Abraão dizimou - Gn 14:20 - Note que Abraão não viveu debaixo da Lei e sim da Graça - Gál 3:17.

3) Jacó dizimava - Gn 28:20-22 - também viveu antes da lei!

4) Melquisedeque (Sacerdote) recebia dízimos - Hb 7:1-2 - antes da lei!

5) O dízimo foi depois incluído na Lei - Lv 27:30-32 - Nm 18:21-24 - Dt 14:22-29 “O dízimo será santo ao Senhor” - Os que costumam dizer que não dão o dízimo porque é coisa da lei, saibam que Jesus afirmou que a Lei não foi revogada “Não penseis que vim revogar a Lei ou os profetas: não vim para revogar, vim para cumprir” - Mt 5:17 ( leia até o verso 20).

6) Salomão, que foi o homem mais sábio da terra, afirmou: - “Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares.” (Prov 3:9-10).


                  B) NO NOVO TESTAMENTO:


1) Em Jesus foi restaurado o tempo da graça (que existiu no tempo de Abraão) - e a graça não exclui o dizimar...

2) O Novo Testamento não anula, cancela ou revoga o V.T. apenas modifica ou adiciona... E não alterou a lei do dízimo!

3) Exemplos:  O Fariseu da parábola (Lc 18:12) - Os fariseus em geral  (Mt 23:23).

4) Levi (=Mateus) recebia dízimos - de quem? Sinal de que era prática apostólica Hb 7:9

5) Judas Iscariotes era Tesoureiro do colégio apostólico - para quê havia um Tesoureiro? Certamente para recolher dízimos e ofertas!

6) Jesus ratificou a prática do dízimo:

                “Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus de modo nenhum entrareis no reino dos céus.” - Mt 5:20

                Exceder - significa fazer tudo de correto que eles faziam e muito mais.

                “Ai de vós escribas e fariseus hipócritas, pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé. Deveis porém fazer estas coisas e não omitir aquelas.” - Mt 23:23

                “Estas coisas” - deveis fazer... ( praticar o juízo, a misericórdia e a fé )

                e “Não omitir aquelas” = ( o dar o dízimo )

7) “Dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus” - Lc 20:19-26

                De César - era o imposto

                De Deus - o dízimo!!!

8) Cristo é Sacerdote eterno segundo a ordem de Melquisedeque - SL 110:4 - Hb 7:17,21.

                Melquisedeque recebia dízimos de Abraão...

                Cristo recebe dízimos dos filhos de Abraão... (nós somos filhos na fé de Abraão)

9) Outros textos em que Cristo aprova a contribuição financeira e reprova a avareza:

                Aprovou a oferta da viúva pobre Lc 21:1-4;

                Lc 11:42; Lc 12:15,22-31,42-44; Lc 16:1,2,10-12; Lc 18:18-23; 29-30; Lc 19:11-27


VI - DESCULPAS INFUNDADAS ( QUE DEUS JAMAIS ACEITARÁ! )


1) “NÃO ENTREGO O DÍZIMO MAS DOU OFERTAS” - Lv 27:30-32 “O dízimo é santo ao Senhor” - A lei não foi revogada! Mal 3:8 diz que quem não dizima rouba a Deus - Uma oferta que é menor (não pelo valor!) não subistitue uma dívida maior! O dízimo é mais importante!

2) “EU ADMINISTRO O MEU DÍZIMO...” - Errado! Está escrito: “Trareis à Casa do Tesouro” - Deve ser entregue publicamente na Igreja onde se é membro ou participante;

3) “NÃO DOU O DÍZIMO PORQUE GANHO POUCO” - Injustificável... Sendo o dízimo percentual, ele é proporcional... É cálculo justo, igual para todos (10%).  - Jesus não olha apenas o que damos, mas o que nos sobra! (caso da viúva pobre, ele percebeu que não lhe sobrou nada!)

4) “NÃO DOU PORQUE NÃO SOBRA” - O Dízimo deve ser “primícia” para Deus. Deve ser o primeiro pagamento quando recebemos o nosso salário. Deve ser dado pela fé! Deus está em primeiro lugar, e deve ocupar o primeiro lugar na sua vida, e também no seu orçamento.

5) “NÃO CONCORDO COM A ADMINISTRAÇÃO DA IGREJA”

- Ao entregar o dízimo, o estamos entregando para Deus...

- Os Administradores dos recursos de Deus, terão que prestar contas da sua administração...

- E você prestará contas do que não deu!

- concordando ou não, devemos entregar o dízimo na igreja onde somos membros ou participantes.


VII - UMA TERRÍVEL VERDADE:

Deus não permite que o crente use o dinheiro do dízimo em seu próprio benefício! Deus promete bênçãos, mas também maldição!

Adão quis usar o dízimo do Senhor ( A árvore separada por Deus para Ele ) - Veja que terrível punição recebeu!

Agora veja as seguintes verdades contidas em Ageu Cap. 1:2-11 :

O muito que você espera se tornará pouco... O dinheiro vai estar sempre faltando na sua vida, não vai render!

Deus, com assopro, dissipa o seu dinheiro!

É como se você pegasse todo o seu salário e pusesse em um saco, e, segurando-o pela boca, vai levando a bolada para casa... Só que o “saco” está furado, e o dinheiro perde-se todo pelo caminho.

A terra retém seus frutos... O Céu o seu orvalho!

SACO FURADO NA VIDA DO CRENTE É...

- médico, farmácia, hospital, batida do carro, ladrão, etc.

O dinheiro de Deus em nossas mãos é maldição! Ele assopra porque nos quer bem... Ele quer nos dar prosperidade - precisamos confiar n´Ele e ser fiel nos dízimos e nas ofertas.

O correto seria termos no culto público um Ato exclusivo para entrega de dízimos. As ofertas seriam entregues em outro momento distinto. E, no ritual de entrega dos dízimos, deveríamos observar a seguinte ordem: - Primeiro, o Pastor; Segundo, Os Oficiais e demais líderes; Terceiro, a congregação em geral.


VIII - BÊNÇÃOS PARA OS DIZIMISTAS

 “Fazei prova de mim se eu não vos abrir as janelas do céu... e derramar bênçãos sem medida”

Deus não quer filhos pobres e necessitados!

Nossa fidelidade é a porta da prosperidade!

Faça prova, decida ser dizimista a partir de hoje


CONCLUSÃO

Se há dívida acumulada (dízimos atrasados) - Ele perdoa! Ele perdoa “todos” os teus pecados...

Mas agora te diz: “Vá, e não peques mais, para que não te suceda mau pior...”

Faça um propósito de dar o dízimo a partir de hoje! ( e se puder, dê também os atrasados...)

Nota: Em II Cor 9:7 quando Paulo diz “cada um contribua segundo propor no seu coração” não está falando de dízimos ou de contribuições para Deus em geral, e sim de “esmolas” que eram recolhidas para os pobres de Jerusalém.

(*) Edemar Vitorino - é pastor evangélico, escritor,  conferencista ... Saiba mais...

 


20 Set 2007
Libertação Espiritual
16 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Pastorais e Estudos

Por: (*) Edemar Vitorino

Textos:
Tiago 4:7 / I Jo 3:8 / Efésios 4:27 / I Pedro 5:8 / Êxodo 20:5

INTRODUÇÃO

Antes da ministração deste estudo, leia, para o seu fortalecimento, Zc 2:5.

1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

A Bíblia adverte que não devemos dar lugar ao diabo (Ef. 4:27).

Libertação significa tornar a pessoa livre de algo que a prende e escraviza. Você precisa se libertar de todo jugo, vício de toda escravidão ao pecado.

Malaquias 4:6 ? A maldição será removida da Terra. Para isto, é necessário que haja conversão, uma nova atitude (II Co. 5:17).

Hebreus 6:8 ? A Terra está amaldiçoada também por causa da nossa boca. Citar Tiago 3:10. precisamos nos libertar de todo vocabulário do mundo, das seitas esotéricas, dos cultos e invocações pagãs, de toda palavra torpe.

2. ÁREAS DA VIDA QUE CARECEM DE LIBERTAÇÃO

Toda infidelidade é pecado e resulta em maldição. A infidelidade é uma porta aberta para a maldição. (Sonegar dízimo é infidelidade e a Bíblia diz claramente que isto traz maldição (Ml 3:6-8). Não devemos abrir precedentes. (Lv 27:30-31)).

Exemplos de pessoas que precisam de libertação:

Alguns bons pais de família, que amam a esposa e os filhos, mas que adulteram (Hb 13:4 / Pv 6:32).

Há pessoas boas, mas que são mentirosas (Mt 5:37 / Ef 4:25)

Pessoas que são imorais: em qualquer coisa que olham, voltam a atenção para a carne (I Co 15:33 / I Jo 2:16-17).

Pessoas com dupla personalidade. Em casa é um, na rua é outro. Que vivem uma vida de contradição, que falam uma coisa mas fazem diferente (Tg 1:8).

Pessoas que começam a fazer várias coisas, mas nunca terminam ? são inconstantes.

Pessoas maledicentes ( Cl 3:5-9) ? falam por trás, semeiam a desconfiança.

2.1. De que lado você quer ficar?

Deuteronômio 11:26 diz: "Coloco diante de ti a bênção e a maldição". O Senhor diz: "Meu filho, escolhe a bênção para que você viva".

A obediência a Deus é o perfeito caminho para uma libertação total e completa de qualquer servidão do passado.

2.2. Decida-se a abandonar todo jugo do pecado.

Você não tem que continuar pecando ... Você é livre em Cristo.
Jesus já levou sobre Si mesmo, na cruz, todo o seu pecado. Todo o seu fardo, jugo; Ele hoje quer te fazer livre!

Decida-se hoje a abandonar as obras da carne, a romper com todo jugo, vício, escravidão! Arrependa-se e lance-se nos braços de Jesus! Ele perdoará você! Ele lhe libertará!

2.3. Abandone hoje o pecado enquanto é tempo!

O pecado traz consigo sérias conseqüências, terríveis, sofríveis, as vezes irreparáveis, para a sua vida, e que poderão afetar e prejudicar toda a sua família, e até mesmo a sua posteridade!

A Bíblia nos dá um exemplo - Veja a história de Davi (I Sm 12:7-14)

O Rei Davi foi confrontado por Deus, através do profeta Natã, pelos seus pecados de adultério e homicídio. O Senhor diz a Davi: "Agora, portanto, a espada jamais se apartará da tua casa, porque me desprezaste e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher. Assim diz o Senhor: Eu suscitarei da tua própria casa o mal sobre ti, e tomarei tuas mulheres perante os teus olhos, e as darei ao teu próximo, o qual se deitará com elas, à plena luz do dia." (I Sm. 12:10-12). II Samuel 16:22 conta que essa palavra se cumpriu: "Portanto, estenderam para Absalão uma tenda no terraço, e entrou ele às concubinas de seu pai, à vista de todo o Israel." (ver Dt 28:30).
Quando Davi pecou, ele não somente deu lugar ao adultério em sua própria vida, mas permitiu que a imoralidade sexual entrasse na vida da sua família. Em II Samuel 13 você pode verificar o drama da família de Davi, quando seu filho Amnon possuiu a sua irmã Tamar.

3. Compreendendo as realidades Espirituais

O homem é o responsável pelo seu próprio pecado, e não o diabo.

No dia final teremos que responder por cada um dos nossos pecados, e não poderemos lançar a culpa sobre o diabo.

A maioria dos pecados são obras carnais e são produzidas pelo próprio homem em razão das fraquezas e apetites carnais que fazem guerra contra a alma. Devemos combater as paixões carnais!
Satanás, e seus demônios, procuram atuar nas áreas de fraquezas humanas inicialmente induzindo a pessoa a pecar, e, em seguida, conduzindo a algum tipo de dependência ou escravidão a pecados específicos.

A libertação precisa ocorrer em dois níveis - a nível espiritual, libertando-se das cadeias e aprisionamentos malígnos; e a nível humano - libertertando-se das fraquezas ou dependências carnais que induzem ao pecado...

Demônios existem? O que são Demônios?

Existem! Eles são mais reais do que muita gente pensa! São seres espirituais comandados por Satanás, com a missão de matar, roubar e destruir... O demônio que é citado em Mateus 17:18, é chamado de espírito imundo no relato paralelo de Marcos 9:25. Veja Efésios 6:10-12. Eles conhecem a Jesus (Mc 1:24), conhecem seu próprio destino final (Mt 8:29), e conhecem o plano da salvação (Tg 2:19).
Deus não criou Lúcifer (Satanás) para ser um espírito maligno. O problema deste anjo caído estava em querer ser igual a Deus e maior que Deus (Is 14:12). Acabou se tornado o ser maligno que é, o diabo. A terça parte dos anjos do céu caiu com Lúcifer (Apoc 12:4). Deus fez o inferno para satanás e seus anjos. (Mt 25:41).
Satanás é o príncipe dos demônios. Ele possui uma hierarquia bem organizada. "Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes." (Ef 6:12).
Principado ? significa território ou jurisdição de um príncipe - há demônios que atuam em áreas territoriais específicas;
Potestade ? significa autoridade. No grego é a palavra "exousia" (autoridade sobre o lugar). - há demônios investidos de autoridade (ou comissionados) para determinados domínios, funções ou tarefas;
Forças do mal nas regiões celestes ? são poderes que só tem um objetivo: o MAL (Ef 6:12) -são demônios encarregados de combater a obra de Deus, impedir a propagação do Evangelho, investem sobre os crentes com o objetivo de impedir a santificação.

4. Passos para a libertação

4.1 - Fechar a porta - Para a libertação total, é necessário que a pessoa vigie, que seja íntegra, em todas as áreas da sua vida... Que viva uma vida de santidade, na presença do Senhor. Que seja sincera! Não se pode deixar nenhuma brecha ou porta aberta para as investidas de Satanás. No mundo espiritual, estas brechas ou portas se constituem em concessão para a atuação de Satanás. A bíblia diz que o diabo vive ao derredor, rugindo como leão, procurando a quem possa tragar... Se ele achar a porta aberta, ele poderá entrar,  sem pedir licença!

Integridade ? significa ser uma pessoa de bom caráter, honesta, idônea, equilibrada, de bons princípios (Jô 1:8).

santidade
? é abster-se de todo pecado, separar-se do mundo e achegar-se mais a Deus(I Pe 1:14-16).

sinceridade ? É evitar a falsidade, a mentira, o engano, ser transparente! Chamar o pecado de pecado! Enquanto não enumerei os meus pecados, adoeci (Sl 32:3). A minha alegria se transformou em tristeza. (Sl 51:12).

4.2 - Arrependimento - O principal elemento necessário para ser liberto é o genuíno arrependimento. Mas, o que é arrependimento? (Atos 3:19)

Sentir dor profunda. É envergonhar-se do pecado! É decidir-se a abandonar de vez o pecado!

Não adianta dizer: "Puxa, eu não deveria ter feito" (e voltar a fazer novamente)

O verdadeiro arrependimento leva a pessoa a assumir a culpa, a responsabilidade pelo seu pecado, e não ficar tentando justificar a atitude pecaminosa, com desculpas esfarrapadas, como: "Ah! É por causa disso, é por causa daquilo ..."

O verdadeiro arrependimento gera a genuína libertação. (Pv 28:13).

A pessoa arrependida sente verdadeira dor pelo pecado porque sabe que , enquanto durou o pecado, sua comunhão com Deus foi estragada.

Para qualquer mudança acontecer, é preciso sentir uma dor profunda. Essa dor deve-se ao reconhecimento de que o seu pecado ofendeu a Deus, e causou também danos às pessoas próximas (Lucas 15:18). Quando o pecado é lembrado com dor, aí há cura.

4.3 - Renúncia - Todo pecado tem que ser renunciado (Tg. 4:7). Lembra onde está a brecha? Então, para que essa brecha seja fechada, é necessário que haja uma renúncia. Precisamos aprender a viver como santos. É preciso cortar o mal pela raiz.

4.4 - Confissão - Pecado têm que ser declarado um a um: Eu fiz isto, desta forma, "x vezes". (Sl 32;3-4). Davi disse: Todos os meus pecados eu te declarei. (Sl 32:5 / Sl 51).

5. Princípios para receber a libertação

1. Sentir necessidade ? reconheça que precisa de libertação (Sl 51:3).

2. Arrepender-se de todo pecado.

3. Não ter medo da libertação ? o medo amarra você, impedindo a sua libertação (II Tm 1:7 / I Jo 4:4).

4. Lutar pela sua libertação ? Não há poder maior do que o poder de Deus.

Renuncie a todo pacto, compromisso, aliança, que tiver feito anteriormente, que esteja vivo em sua memória ? Confesse o Senhor Jesus Cristo como Salvador e Senhor da sua vida!

"Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação. ". Romanos 10:9-10

6. Oração de Libertação

Leia, memorize, e tome posse das bênçãos e verdades contidas nos textos de (Gl 3:13-14 / II Cor 5:21 / Rm 8:1-3). Depois ore a Deus em voz alta, pela fé a tua vitória em Cristo, com base nas verdades contidas nos textos bíblicos lidos. Declare, nesta oração que agora você é uma nova criatura em Cristo. Você pode citar também outros textos da palavra, como desejar.

Se você precisa de ajuda, procure uma igreja evangélica mais próxima da sua casa.

Leituras complementares, indicadas:-
1. Palestra + ampla sobre LIBERTAÇÃO  

2. Estudo bíblico sobre o uso de bebidas alcoólicas

(*) Edemar Vitorino - é pastor evangélico, escritor,  conferencista ... Saiba mais...

 


20 Set 2007
Bebidas Alcoólicas
1 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Pastorais e Estudos

Por: (*) Edemar Vitorino

Estudo bíblico sobre o uso de bebidas alcoólicas

De acordo com a Bíblia, há maldição sobre quem bebe e quem dá de beber bebidas alcoólicas - Leia Habacuque 2:15.


I - HÁ MALDIÇÃO SOBRE QUEM BEBE:


1. Soberba - Isaías 28:1


2. Escárnio - Prov. 20:1


3. Pobreza, Sonolência - Prov. 23:21


4. Olhos Vermelhos, Pesadelos, Quedas, Dependência, Virtudes Destruídas - Prov. 23:29-35


5. Esquecimento, Distanciamento de Deus - Isaías 5:11


 

Infeliz é o homem que gasta o seu dinheiro em bebidas... além dele próprio, que se insere num processo de auto-destruição, também a sua família sofrerá as conseqüências.


A bebida leva o homem a perder o pudor, lançando-se à prática de coisas abomináveis, ridículas e imorais.

A bebida tem levado centenas à morte, destruído lares, deixado pessoas aleijadas, provocado brigas e confusões, conduzido à falência. Isto ocorre porque os que fazem uso do álcool estão sob maldição, conforme a Palavra de Deus.


Diz a Palavra de Deus em I Cor 6:10: "nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus."  Abandone o vício enquanto é tempo!


 

II - HÁ MALDIÇÃO TAMBÉM SOBRE OS QUE DÃO DE BEBER AOS OUTROS - Habacuque 2:15-16 e Gálatas 6:7-8.


Quem vende ou serve bebida alcoólica, seja no bar, clube, na sua própria casa, ou qualquer outro lugar, ou mesmo quem paga uma bebida para alguém, está semeando na carne, e da carne colherá corrupção. E aos olhos de Deus é co-responsável pelos efeitos e conseqüências que a bebida provoca!


III - OUTRAS CONSEQÜÊNCIAS...


- é obra da carne, desagradável a Deus - Gál. 5:21;


- Deus ordena "não" - Efésios 5:18;


- Deus adverte contra o seu uso - Lc 21:34;


- É aviltante - Isaías 28:8;


- Inflama os sentidos - Isaías 5:11;


- Tira o entendimento - Oséias 4:11;


- Conduz à:- pobreza, Pv 21:17; 23:21; contenda, lamentos, tristezas, Pv. 23:29-30; erro, Isaías 28:7; desprezo às obras de Deus, Isaías 5:17; zombaria, Oséias 7:5; vida de orgias, Rm 13:13; condenação, I Cor 6:10.


 

CONCLUSÃO

Irmão e amigo, em nome de Jesus, abandone a partir de hoje o uso de bebidas alcoólicas. Jogue fora a máscara, e seja você mesmo! Saia desse caminho de erro, engano, pecado, e destruição, enquanto ainda há tempo! Dirija agora mesmo uma oração a Deus pedindo perdão pelos seus pecados, inclusive o alcoolismo, e você será liberto no nome de Jesus. Se deseja maiores informações e ajuda, fale conosco.

 

Leituras complementares, indicadas:-

1. Lei também "Como Superar Rapidamente Vícios tais como..."

2. Estudo bíblico em formato de texto sobre LIBERTAÇÃO

3. Palestra + ampla sobre LIBERTAÇÃO  


(*) Edemar Vitorino - é pastor evangélico, escritor,  conferencista ... Saiba mais...

 


20 Set 2007
A Glória de Deus
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Pastorais e Estudos

Por: (*) Edemar Vitorino

A Shekinah do Senhor!

Texto base:
"Respondeu-lhe: A minha presença irá contigo, e eu te darei descanso.

Então lhe disse Moisés: Se a tua presença não vai comigo, não nos faça subir deste lugar.

Pois como se há de saber que achamos graça aos teus olhos, eu e o teu povo? não é porventura, em andares conosco, de maneira que somos separados, eu e o teu povo, de todos os povos da terra?

Disse o Senhor a Moisés: Farei também isto que disseste; porque achaste graça aos meus olhos,e eu te conheço pelo teu nome.

Então ele disse: Rogo-te que me mostres a tua glória.

Respondeu-lhe: Farei passar toda a minha bondade diante de ti, e te proclamarei o nome do Senhor; terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia, e me compadecerei de quem eu me compadecer.

E acrescentou: Não me poderás ver a face, porquanto homem nenhum verá a minha face, e viverá.

Disse mais o Senhor: Eis aqui um lugar junto a mim; e tu estarás sobre a penha.

Quando passar a minha glória, eu te porei numa fenda da penha, e com a mão te cobrirei, até que eu tenha passado.

Depois, em tirando eu a mão, tu me verás pelas costas; mas a minha face não se verá."

Êxodo 33:14-23.

 

Introdução:

Nos próximos dias Moisés teria pela frente um grande desafio:- conduzir o povo de Israel rumo à terra prometida. Missão árdua, difícil e sobremodo pesada para qualquer mortal! Moisés então fala com Deus: "Se a tua presença não vai comigo, não nos faça subir deste lugar" (v. 15).

Deus disse a Moisés que atenderia o seu pedido. E de fato a presença do Senhor foi com eles durante todos os anos da longa caminhada rumo à Canaã. A presença de Deus era vista e sentida por todos, em todo o tempo, através da nuvem que os cobria do intenso calor do sol, da coluna de fogo que os guiava à noite, das rochas das quais brotou água para o povo beber, e do poder miraculoso da vara conduzida por Moisés, além de muita outras manifestações gloriosas.

Com base nos relatos bíblicos podemos dizer que Deus realmente foi com eles todos os dias da longa caminhada.

Hoje em dia não é diferente. Se desejarmos e invocarmos a presença do Senhor, é certo que Ele nos acompanhará diariamente.

Do episódio narrado no texto acima podemos extrair preciosos princípios ou lições para as nossas vidas hoje. Vejamos:-

 

I - DEVEMOS DESEJAR E PEDIR A DEUS QUE NOS ACOMPANHE TODOS OS DIAS

A presença de Deus com Moisés e todo o povo de Israel não se dava apenas nos cultos realizados na tenda... Era uma presença constante, permanente, que propiciava ao povo novas experiências a cada dia. Todo dia era dia de milagres!

O mesmo pode e deve ocorrer em nossas vidas hoje! Deus deseja nos acompanhar com a Sua presença e a Sua graça em todo o tempo, todos os dias, todas as horas. É um erro pensar que a presença do Senhor só se manifesta nos cultos coletivos. Não podemos dissociar a nossa vida espiritual da nossa vida secular. Diariamente havia problemas na marcha do povo de Israel, mas Deus estava ali para os ajudar e livrar. Também em nosso viver diário surgem problemas e situações imprevistas a toda hora, e nós necessitamos de Deus nos socorrer e nos livrar!

 

Porém, nós temos que proceder tal como Moisés...

1. reconhecer a nossa incapacidade para enfrentar os desafios diários sozinhos;

2. reconhecer que Deus é poderoso, e que a Sua Presença garante a vitória;

3. desejar e invocar a Presença de Deus para o nosso viver diário.

 

Não deixe para buscar Deus tardiamente, na hora da dor e do sofrimento! É melhor buscá-Lo antes que as águas se tornem turvas, e o mar fique agitado...!

Inclua Deus em todos os seus assuntos, decisões e planejamentos. Peça sempre a Sua sábia direção e conselho antes de tomar qualquer decisão na vida, e você verá como as coisas correrão maravilhosamente bem para você!

 

II - AME, DESEJE E BUSQUE TAMBÉM A GLÓRIA DE DEUS

Além de pedir a "presença do Senhor", Moisés pediu também que Deus lhe mostrasse a "Sua Glória".

O que é a Glória de Deus?

Deus é Onipresente, isto é, está presente em toda parte! A presença do Senhor cobre toda a terra, cremos e aceitamos isto pela fé. "Bem-aventurados os que não viram e creram". Porém, há momentos em que Deus se manifesta de maneira que a Sua presença pode ser percebida e compreendida pelos homens ( Exemplos: Êx 16:10; 24:16; I Reis 8:11; Is 6:3 e Eze 1:28). No tempo do Velho Testamento assim Deus manifestava a Sua glória. Em relação ao Senhor Jesus Cristo, a Sua presença em Si é a própria glória de Deus manifesta. João disse: "... e vimos a sua glória, como do unigênito do Pai..." João 1:14. Entretanto, ocasionalmente, o Senhor Jesus resplandecia uma glória maior do que a comum, a ponto mesmo de os homens terem dificuldades em suportar tais manifestações. ( Exemplos: No Monte da Transfiguração - Comparar Lucas 9:31 com II Pedro 1:16,17; em alguns dos milagres de Jesus - ver João 2:11; 11:4,40 ). Em relação a nós, chamamos de "glória de Deus" aqueles momentos de manifestações ou visitações especiais de Deus, que chamam a nossa atenção e ficam vividamente registrados em nossas memórias.

A "glória de Deus" é o Esplendor e o Resplendor de Deus; o Glamour, a Beleza, e a Formosura de Deus, a Luz e o Fulgor que há em Deus. A "glória de Deus" é o próprio Deus em toda a Sua Imensurável Grandeza, Majestade e Poder. A Presença de Deus reflete a Glória de Deus, porém esta glória é de tal grandeza que é impossível a nós os mortais contemplá-La em toda a Sua plenitude. Então, o Senhor manifesta a Sua glória a nós em limites que nós possamos suportar. Assim, o muito que podemos ver não passa de gotas de tudo aquilo que Deus é, e pode fazer. Moisés passou quarenta dias na presença de Deus no monte, e ao descer o seu rosto resplandecia de tal forma que o povo não lhe podia olhar diretamente, tendo que recorrer ao uso do véu. (Êxodo 34:29-35). A glória de Deus apareceu a Saulo de Tarso, no caminho de Damasco, e ele ficou cego por três dias! (Atos 9:3-8). Em Êxodo 33:11 diz que Deus falava a Moisés "face a face, como qualquer fala a seu amigo...". Contudo Moisés ouvia, mas não via fisicamente a Deus. O Senhor mesmo afirmou isto no verso 23, do mesmo capítulo, dizendo; "... tu me verás pelas costas; mas a minha face não se verá." E como diz a Palavra de Deus em João 1:18 e I João 4:12: "Ninguém jamais viu a Deus...". Virá o dia em que "...toda a terra se encherá da glória do Senhor" - Números 14:21. Um dia os salvos irão habitar com o Senhor, na Nova Jerusalém; veja o que diz a Palavra de Deus acerca dessa santa cidade: "a cidade não precisa nem do sol, nem da lua, para lhe darem claridade, pois a glória de Deus a iluminou, e o Cordeiro é a sua lâmpada." - Apocalipse 21:23. "Porque agora vemos como em espelho obscuramente, então veremos face a face; agora conheço em parte, então conhecerei como também sou conhecido." - I Cor 13:12.

 

III - QUANDO BUSCAMOS A PRESENÇA E A GLÓRIA DE DEUS, DEUS NOS OFERECE UM LUGAR JUNTO A ELE

"Disse mais o Senhor: Eis aqui um lugar junto a mim; e tu estarás sobre a penha."

Moisés pediu a Deus duas coisas: - que a presença do Senhor o acompanhasse durante a marcha rumo à Canaã, e que Deus lhe mostrasse a Sua glória.

 

Conforme nossos comentários acima, são pedidos diferentes!

a) A presença de Deus é indispensável e nos oferece descanso, no sentido em que Deus está conosco, abraçando a nossa causa, lutando a nossa peleja, nos garantindo vitória;

b) A glória de Deus une os céus à terra - traz Luz e Revelação ao nosso espírito acerca da Pessoa de Deus, e das coisas inerentes ao Reino de Deus. Manifesta amor, bondade, graça e misericórdia de Deus e libera unção e poder de Deus. É um bálsamo novo que nos reveste de unção e poder, nos fortalece espiritualmente e nos aproxima de Deus, o Qual nos convida para mais perto dele, e nos faz assentar sobre a Rocha.

 

O Senhor se agrada quando nós buscamos a Sua presença e a Sua glória. E assim como atendeu aos pedidos de Moisés, Ele também nos atenderá! Se O buscarmos é certo que O acharemos! "Buscar-me-eis e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração" (Jeremias 29:13). "...O Senhor está convosco, enquanto vós estais com ele; se o buscardes, ele se deixará achar; porém, se o deixardes, vos deixará." II Crônicas 15:2-b.

Nós podemos e devemos intensificar a nossa busca de Deus. A salvação é o primeiro passo que devemos dar; porém, após a conversão muitas outras experiências gloriosas que muito nos edificarão e nos ajudarão em nosso viver diário. Há um hino tradicional que costumávamos cantar que diz: " A presença de Jesus enche o coração de luz, mui preciosa fica, cada vez mais rica, esta vida com Jesus". Em Atos 1:8 está escrito: "...mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo...".

Fuja do espírito de religiosidade, saia do marasmo, do comum, não permita que a sua vida espiritual se transforme em tediosa rotina! Deseje sempre mais, busque sempre experiências maiores e renovadas!

"Buscai e achareis..." (Lucas 11:9).

 

CONCLUSÃO

Não podemos dissociar a vida espiritual da vida secular. Todo dia é dia de buscar o Senhor e a Sua glória. Invoque a presença e a direção do Senhor em todas as suas iniciativas e decisões.

A cada dia, separe um tempo para oração, para estar em comunhão com o Senhor, e a glória do Senhor resplandecerá sobre a sua vida. "Enchei-vos do Espírito..." (Efésios 5:18). Não permita que a chama do Espírito se apague em seu coração. "Não entristeçais o Espírito, no qual fostes selados..." (Efésios 4:30). Fuja da mesmice, do continuismo, da rotina, da frieza espiritual. Clame, chore, quebrante-se aos pés do Senhor. Faça como Jacó: "Não te deixarei ir, se me não abençoares..." (Gênesis 32:26).

Quem busca recebe, e vive a plenitude da bênção prometida pelo Senhor Jesus Cristo: "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância..." (João 10:10); tem em Deus descanso, habita em lugar seguro junto ao Senhor, e vive em constante vitória. O seu cálice transborda, abençoando também as vidas ao redor...

Seja este o alvo número um da sua vida! Busque sempre a presença e a glória de Deus.

Leitura complementar: O SIGNIFICADO DE SHEKINAH

(*) Edemar Vitorino - é pastor evangélico, escritor,  conferencista ... Saiba mais...

 


20 Set 2007
Como discernir a Voz Divina
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Pastorais e Estudos

Por: (*) Edemar Vitorino

Aprenda a ouvir a voz de Deus!

Textos iniciais: Jeremias 33:3 - I Co 1:22

INTRODUÇÃO

NÃO SABEMOS ORAR COMO CONVÉM - RM 8:26

I - EXISTEM VÁRIAS VOZES QUE FALAM CONOSCO - I Co 14:10

1. A DO DIABO - TIAGO 4:7

2. A DA NOSSA PRÓPRIA CONSCIÊNCIA - At 16:10

3. A DE TERCEIROS

4. A VOZ DO SENHOR...

 

II - FAZER PROVAS! TESTAR!

- RESISTIR AO DIABO - E ELE FOGE! - TIAGO 4:7

- NOSSA VOZ INTERIOR É FÁCIL DE DISCERNIR

- VOZ DE DEUS - JOÃO 10:27 - COMO CONHECÊ-LA?

- é preciso estar em íntima comunhão

- ver se está de acordo com a Bíblia - Mt 22:29 - Is 8:20

- ver se glorifica a Deus

- ver se testifica com o nosso Espírito - Rm 8:15,16

- confirmar com crentes mais experientes - Pv 11:14 - Exp. Samuel

- verificar se há paz interior - Fp 4:6,7- Col 3:15

- testar também racionalmente...

- o teste da Provisão... ( Hudson Taylor dizia: "Onde Deus guia, Ele providencia" - "A obra de Deus, realizada na hora de Deus, da maneira de Deus, nunca terá falta da provisão de Deus").

 

III - FORMAS PELAS QUAIS DEUS NOS FALA

1. PELA BÍBLIA - SL 119:105

2. VOZ INTERIOR DO NOSSO CORAÇÃO

3. PELA PREGAÇÃO DA PALAVRA

4. ATRAVÉS DE OUTRAS PESSOAS ( RACIONALMENTE )

5. ATRAVÉS DE LITERATURA CRISTÃ

6. ATRAVÉS DA MÚSICA SACRA

7. ATRAVÉS DE FATOS DO COTIDIANO - DE SITUAÇÕES...

8. FORMAS NÃO MUITO COMUM HOJE:

- VISÕES, SONHOS, ANJOS, VOZ EXTERIOR

 

CONCLUSÃO:

PROV 3:4-5 - IS 55:8 - PROV 28:26

É PRECISO TER O CORAÇÃO PURO - SL 66:18

Sobre Oração - Leia também...
O Maior Impedimento Para a Conversão  


 

Leitura Recomendada: Livro Orelhas Furadas
Deus não vai precisar repetir quando falar com você!
Este livro mostra como ser um servo que ouve o que Deus diz logo na primeira vez...
 

(*) Edemar Vitorino - é pastor evangélico, escritor,  conferencista ... Saiba mais...

 


<< Recentes 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 Anteriores >>

Crônicas da Vida
Pastorais e Estudos
Eventos
Comunicações
Utilidade Pública
Humor
Reportagens
Mulher
Pesquisas & Estatisticas
Avivamento
Pedido de Oração
Datas Celebrativas
Fotos
Clips
Livros - Indicação
Missões
Ilustrações
Áudios de Mensagens
Oportunidades de Negócios


Facebook

Visitantes: 370176
Visitantes Online: 4
© Blog do Pastor - 2007 desenvolvido por