Fonte Maior Fonte Padrão Fonte Menor
12 Mai 2006
Nunca mais Israel será arrancado do seu Território
1 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Pastorais e Estudos

Por: (*) Edemar Vitorino

No dia 11/05 em visita à Indonésia, o Presidente do Irã Mahmoud Ahmadinejad, disse que está pronto a negociar o seu programa nuclear com qualquer país do mundo, até mesmo com os EUA; menos com Israel, e declarou mais uma vez: “Israel é diabólico e vai desaparecer”!

O ódio e a perseguição ao povo de Israel é muito antigo… Existe desde que essa nação foi criada. Ao longo da sua história, Israel já sofreu inúmeras perseguições, invasões, ataques e dispersões; foi dizimado muitas vezes, mas nunca foi varrido do planeta, como já aconteceu a alguns povos do passado que já não mais existem hoje em dia.

Mesmo nas vezes em que o povo de Israel foi expulso da sua terra, e disperso entre as nações, Deus garantiu que a aliança feita com eles não seria quebrada, e prometeu não abandona-los, e nem permitir que eles fossem destruídos:- “Mas, mesmo quando estiverem em terras estrangeiras, eu não os abandonarei, nem os destruirei, pois não quebrarei a aliança que fiz com eles. Eu sou o Senhor, o Deus deles. Pelo contrário, eu lembrarei da aliança que fiz com os seus antepassados, quando os tirei do Egito a fim de ser o seu Deus, mostrando assim o meu poder às outras nações. Eu sou Deus, o Senhor.” ? Levítico 26:44-45.

Após a derrota alemã na Primeira Grande Guerra Mundial e a crise que se sucedeu, Hitler ascendeu ao poder na Alemanha, com o seguinte lema:- “Die Juden sind am allem schuld”, que traduzido é:- “Os judeus são culpados de tudo.”! E, por ocasião da Segunda Guerra Mundial, perseguiu os judeus de uma maneira brutal e cruel, matando seis milhões de judeus. O plano era o aniquilamento de toda a raça. Era “varrer” Israel da face da terra, mas o braço forte do “Eterno” não permitiu, e preservou o seu povo, por causa da Sua Palavra!

Seria impossível aos olhos humanos que um povo assim dizimado, e uma nação assim “morta” pudesse reviver… Porém, três anos após o término da segunda guerra, no dia 14 de maio de 1948 deu-se a reconstituição do Estado de Israel, com a leitura à nação da sua Declaração de Independência.

Os árabes não concordaram, e não concordam até hoje, com a reorganização do Estado de Israel, e já no dia seguinte atacaram a nova nação recém-organizada… Eram mais de trinta milhões, equipados com o mais moderno material bélico, contra um exército de apenas setecentos mil judeus, mau armados… Os judeus venceram milagrosamente e bravamente a guerra! E os árabes, batidos vergonhosamente em todas as frentes de batalha, diziam que haviam perdido a batalha, mas não a guerra….

O ódio foi sendo realimentado dia-a-dia, até que, em 1956 Nasser apoderou-se do canal de Suez e ameaçou Israel, anunciando que iria vingar a sua derrota de 1948. Porém, Israel divinamente iluminado pelo “Eterno” resolveu atacar primeiro! Os israelenses, comandados por Moshe Dayan, localizaram e destruíram as bases inimigas no Monte Sinai, onde encontraram vastos depósitos de armas russas.

Em 26 de maio de 1967 Nasser, falando como comandante supremo das numerosas e bem armadas forças árabes, declarou: “Nosso objetivo básico é destruir Israel”. E, poucos dias depois, em junho de 1967, atacou impiedosamente a Israel… Mas o Deus Eterno novamente protegeu o seu povo! Os judeus lutaram heroicamente, e, em apenas seis dias, milagrosamente, Israel ganhou a guerra! Destroçou por completo o moderníssimo equipamento bélico dos inimigos, e ampliou grandemente o seu território!

Em apenas seis dias! Morreram 10.000 egípcios, 15.000 jordanianos e milhares de sírios, iraquianos e combatentes de outros países. O Egito perdeu 400 aviões, 600 tanques, e milhares de peças de artilharia, munições, armas leves e veículos, superando o valor estimado de 1,5 bilhões de dólares… E apenas 700 soldados judeus perderam a vida! Foi ou não foi um milagre ?

No livro do Profeta Amós há uma palavra profética, que se cumpriu com a reorganização do Estado de Israel em 1948, que diz:- “Trarei o meu povo de volta do cativeiro para a sua terra. Eles construirão de novo as cidades que estavam em ruínas e morarão nelas. Farão plantações de uvas e beberão do seu vinho; cultivarão pomares e comerão as suas frutas. Plantarei o meu povo na terra que lhes dei, e eles nunca mais serão arrancados dali. Eu, o Senhor, o Deus de vocês, falei.”- Amós 9:14-15

Em Ezequiel 37:24-28 (NTLH), Deus firmou um pacto perpétuo com Israel onde declara:- “Viverão na terra que dei ao meu servo Jacó, a terra em que os antepassados deles viveram. Viverão ali para sempre, eles, os seus filhos e todos os seus descendentes. Um rei igual ao meu servo Davi os governará para sempre. Farei com eles uma aliança que garantirá que viverão para sempre em segurança. Aumentarei a população e porei o meu Templo na terra deles, e ali ficará para sempre. Viverei ali com eles e serei o Deus deles, e eles serão o meu povo. Quando eu puser o meu Templo ali, para eu ficar no meio deles, as nações ficarão sabendo que eu, o Senhor, separei o povo de Israel para ser meu.”.

Na parte final do primeiro texto, Deus diz claramente:- “Plantarei o meu povo na terra que lhes dei, e eles nunca mais serão arrancados dali.” E no segundo texto o Senhor diz que eles “viverão ali para sempre” “em segurança”. De acordo com estas, e outras profecias bíblicas, após a reconstituição do Estado de Israel ocorrida em 1948, nunca mais Israel será arrancado do seu território! Sabe por quê ? Porque Israel é povo escolhido do Senhor, e está debaixo da guarda e proteção do Deus Eterno, o Todo-Poderoso!

O povo de Israel é um povo valente, combatente, que sabe lutar muito bem as suas guerras, mas, com certeza, em cada batalha o “socorro” e o livramento vem do Senhor, que fez o céu e a terra. O Deus Eterno, que tem guardado a Israel é um Deus que não dormita… “É certo que não dormita nem dorme o guarda de Israel.” O Senhor é o guarda e o protetor de Israel. ( Salmo 121 ). Mexeu com Israel, mexeu com Deus! Tocou em Israel, tocou em Deus, conforme afirma o Profeta Zacarias: “aquele que tocar em vós toca na menina do seu olho” ? Zacarias 2:8 !

Desde a reorganização do Estado de Israel, freqüentemente aparecem declarações como essa do Presidente do Irã, de que Israel vai “desaparecer”, “ser destruído”, ou “varrido do mapa”… Contudo, aqueles que são tementes a Deus, e que crêm que a Bíblia é a Palavra de Deus, diante dessas ameaças, ou até mesmo em situações reais de guerra, não se assustam porque sabem que o pacto e as promessas de Deus em relação a Israel são irrevogáveis ( Rm 11:29 ), e que, ao final, todo o Israel será salvo ( Rm 11:26 ).

Em cumprimento às profeciais Israel voltou para a sua terra, e, em cumprimento às profecias NUNCA MAIS ISRAEL SERÁ ARRANCADO DO SEU TERRITÓRIO!

(*) Edemar Vitorino - é pastor evangélico, escritor,  conferencista ... Saiba mais...


12 Mai 2006
Crise na Bolívia: ore pelos missionários desse País
1 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Reportagens

Por: (*) Edemar Vitorino

BOLÍVIA (*) - A iminente crise político-econômica entre Brasil e Bolívia já afeta outros setores do relacionamento entre os dois países. Há rumores de que a aproximação do presidente boliviano aos ideais comunistas venha atingir em cheio a obra dos missionários.

Correm boatos de que o presidente Evo Morales poderá se apropriar de propriedades de igrejas lideradas por pastores estrangeiros e poderá expulsar os missionários que não estejam em situação legal em La Paz e outras cidades. Também se diz que os vistos para alguns missionários já foram negados.

A posição radical do governo, ao expulsar mil famílias brasileiras das terras próximas à fronteira com o Brasil, só reforça tais preocupações. Missionários que estão em processo de legalização na Bolívia temem que haja ações violentas por parte do governo. Eles também se preocupam com a possibilidade de não conseguirem regulamentar a sua situação de permanência no território boliviano.

Pedimos que você ore para que Deus livre os missionários de possíveis ataques do governo. Que o Senhor também lhes dê oportunidade para continuarem a trabalhar pelo Reino naquela nação.

Ore também para que a crise entre o governo do Brasil e da Bolívia se resolva. Que ela não chegue a prejudicar os menos favorecidos em todo este quadro: os cidadãos bolivianos e brasileiros.

Ore ainda para que as portas para o evangelho se abram ainda mais, e que os cristãos na Bolívia sejam fortalecidos, bem como os missionários, pastores e outros que se dedicam à causa do evangelho. Se você pode, você deve orar.

Não se esqueça: “A oração de um justo é poderosa e eficaz” (Tiago 5.16b).

* Este país não se enquadra entre os 50 mais intolerantes ao cristianismo.

Missão Portas Abertas

(*) Conheça o autor...


06 Mai 2006
Também as Mulheres de mais idade já podem ser Mães
17 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Mulher

Por: (*) Edemar Vitorino

Despertou a nossa atenção e interesse a notícia da gravidez de uma inglesa de 63 anos de idade. A mulher chama-se Patricia Rashbrook. Ela é psicóloga infantil, está em seu segundo casamento com John Farrant, de 61 anos, e já tem dois filhos, de 26 e 22 anos de idade. A gravidez aconteceu através a fertilização “in vitro”, em outubro do ano passado, sob a direção do médico Severino Antinori.

Rashbrook se tornará a mãe mais velha da Inglaterra, mas não será a mais velha do mundo! A recordista é a romena Adriana Iliescu, professora universitária, que, também através do método de fertilização “in vitro”, deu à luz a menina Elisa Maria, que nasceu de cesariana, pesando 1,45 kg, no dia 16 de janeiro de 2005. Na lista de 2001, do livro dos recordes, figuram duas outras mulheres que deram à luz aos 63 anos, uma na Itália e outra na Califórnia. Ambas receberam óvulos doados por mulheres mais jovens.

Os tempos estão mesmo mudando… Dizia-se que, fora da faixa de 17 a 35 anos, a gravidez é de risco, e poucas mulheres arriscavam ter filhos depois dos 35. Com o surgimento dos Centros de Reprodução Humana, vieram as técnicas de reprodução assistida para orientação e acompanhamento da gravidez de mulheres na faixa dos 35 aos 40 anos. Não demorou muito, e começaram a aparecer mulheres grávidas depois dos 40. E agora, o sonho da gravidez está virando realidade também para mulheres de idade mais avançada, mesmo para aquelas que já tenham cerrado a madre. Adriana Iliescu, já com 67 anos de idade, foi fecundada utilizando-se técnicas de reprodução assistida (fertilização “in vitro”, com óvulos e espermatozóides de doadores) e revertendo-se (com medicamentos) a deficiência hormonal da pós-menopausa.

Será que Adriana agiu errado por querer realizar o seu sonho de ser mãe aos 66 anos? Será que Patricia Rashbrook está agindo errado em recorrer aos serviços médicos de um Centro de Reprodução Humana, para voltar a ser mãe aos 63 anos de idade, depois de já ter filhos criados, de 26 e 22 anos ? Na Romênia, onde a mãe de 66 anos deu à luz a uma menina, a Igreja Ortodoxa julgou com severidade. Desaprovou a gravidez de Adriana, considerando o ato “egoísta” e “contrário aos preceitos cristãos”, e também não poupou a equipe médica, taxando-a de antiética e afirmando que buscavam notoriedade e glória.

A Bíblia registra vários casos de mulheres estéreis que foram milagrosamente curadas por Deus, e engravidaram extemporâneamente. Nenhuma delas foi censurada; Deus atendeu aos seus desejos, transformando todas elas de estéreis em alegres mães de filhos, conforme diz o Salmo 113:9 “…Faz que a mulher estéril viva em família e seja alegre mãe de filhos.”. O exemplo mais notório é o de Sara, que engravidou aos 89 anos! (Gênesis 17:17 e 21:2).

Assim, à luz da Palavra de Deus, não é nenhum pecado a mulher de mais idade desejar ser mãe. Também não vemos pecado na utilização de métodos conceptivos. Com a utilização das técnicas de reprodução assistida, a medicina apenas dá a sua “mãozinha” no processo de fertilização, manipulando o óvulo e o espermatozóide, mas não tem o poder de gerar vida! Quem dá a vida ao embrião é Deus! Mesmo na fertilização “in vitro”, ou na inseminação artificial, a vida que brota na fecundação do óvulo, transformando-o em um embrião, em ser vivente, é procedente de Deus! O homem pode interferir no método ou na forma da concepção, mas será sempre passivo quanto à origem e a procedência da vida! A vida sempre foi; é; e continuará sendo um dom de Deus! Deus é o único autor e doador da vida humana!

A mulher tem o direito à reprodução, e o de decidir quanto ao tempo da sua gravidez. Os casais têm o direito de decidirem livremente quanto ao número de filhos que desejam ter, e quanto ao tempo mais adequado para a geração dos seus filhos. Se o próprio Deus não censurou e nem condenou a gravidez em idade avançada; ao contrário, cooperou, curando Sara da sua esterilidade para que ela pudesse engravidar aos 89 anos, nós também não devemos censurar, e nem podemos condenar!

A viabilização da gravidez para mulheres de mais idade é mais um milagre de Deus para este tempo, operado através da medicina, e deve ser recebida com alegria, louvor e ações de graças. “Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão.” - Salmos 127:3. A gravidez é uma bênção de Deus, e o desejo de ser mãe é algo profundo, divino, que nós devemos respeitar e apoiar, sempre, mesmo no caso de mulheres em avançada idade!

Que bom que também as mulheres de mais idade já podem ser mães!

 


(*) Edemar Vitorino - é pastor evangélico, escritor,  conferencista ... Saiba mais...


04 Mai 2006
Não existe Crise é do Lado de Lá
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Crônicas da Vida

Por: (*) Edemar Vitorino

O Presidente Lula, depois de declarar que não há crise entre Brasil e Bolívia, viaja hoje tranqüilo para Puerto Iguazú para se encontrar com os “companheiros” da Bolívia, Evo Moráles, da Argentina, Néstor Kirchner, e da Venezuela, Hugo Chávez.

O quê, exatamente, quis dizer o nosso Presidente, com a declaração de que não há crise ? Se a expropriação de bens brasileiros orçados em mais de US$ 1 bilhão, e o descabido e extorsivo aumento no preço do gás fornecido ao Brasil, numa claro e flagrante rompimento unilateral dos contratos por parte da Bolívia, não é uma crise, então o que é uma crise ?

Crise vem do grego “krísis”, que era um instrumento para se separar o trigo do joio. Significa:- distingüir, separar, decidir. Na medicina, segundo o conceito do médico Hipócrates ( séc V a.C. ), significa o estágio de evolução de uma doença em que o destino do paciente é incerto. Pode significar evolução da doença para melhor (a cura) ou para pior (a morte). Mais modernamente, significa uma situação de conflito e desordem de alguma parte do nosso funcionamento normal, e aponta para uma situação de incerteza e uma necessidade de escolha. O termo é ambíguo, tanto pode ser usado com valor negativo (como obstáculo para a mudança), como positivo (possibilidade de mudança). Uma “crise” tanto pode resultar em decadência como em progresso.

Então… temos sim uma crise, e o Presidente Lula precisa “abrir o olho” com esses seus “companheiros” Moráles, Kirchner, Chávez, Fidel Castro… Principalmente com Hugo Cháves! Já se desconfiava da interferência do “companheiro” Hugo Chávez nessa crise; e isto ficou muito claro na reunião havida ontem entre Chávez e Moráles (e o Lula não sabia…), para cooperação entre os dois países. O presidente venezuelano levou para a Bolívia um grupo de técnicos para assessorar Moráles no plano de nacionalização, e a Venezuela fornecerá à Bolívia recursos energéticos até que a nacionalização seja concluída.

Quando o Presidente Lula declara a inexistência de crise, será que ele está achando que vai dar um basta a todo esse problemão, com um simples “tapinha” nas costas de Moráles e de Cháves, e com o famoso chavão sindical: “Que que é isso companheiro?” Ou então, que extingue-se uma crise simplesmente declarando que ela não existe ?

Se não existe crise é do lado de lá…

Lá… Eles estão comemorando …

E já dizia o saudoso Brizola: “Se é bom prá eles, não é bom prá nós!”

(*) Edemar Vitorino - é pastor evangélico, escritor,  conferencista ... Saiba mais...


03 Mai 2006
Parece Coisa de Índio
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Crônicas da Vida

Por: (*) Edemar Vitorino

Diante de uma decisão retrógada, arcaica, ultra-conservadora, quem de nós já não exprimiu o seu espanto com a frase: “parece coisa de índio”?

Mas o ato nacionalista do Presidente boliviano Evo Morales, na área de exploração e produção de petróleo e gás, é mesmo coisa de índio!

O atual presidente boliviano é índio de verdade! De origem aimará, com o apoio de movimentos sociais, grupos indígenas e sindicatos de plantadores de coca, Evo Morales conquistou uma vitória histórica nas eleições gerais realizadas em dez/2005 na Bolívia. A eleição de um índio para a presidência da Bolívia já era de se esperar, já que naquele país a maioria da população (85%) é composta por indígenas e mestiços. Contudo, Evo Morales é o primeiro indígena eleito e empossado na Presidência da Bolívia. Assumiu o poder no dia 22/01/2006.

A decisão de nacionalização dos recursos naturais bolivianos, principalmente o petróleo e o gás natural não surpreendeu o Presidente Lula, nem a direção da Petrobras, e não é surpresa para ninguém, porque, já durante a campanha eleitoral Evo Morales defendia essa idéia e manifestava o seu desejo de assumir o controle de duas refinarias do país administradas pela Petrobras.

Morales falava em nacionalizar as refinarias, mas não dizia como. Acreditava-se que Morales iria comprá-las por um preço justo. Mas a atitude do governo boliviano transparece como apropriação ao invés de expropriação ou encampamento, já que não houve negociações quanto à indenização a ser paga à Petrobrás.

No que diz respeito à nacionalização dos recursos naturais, todo mundo compreende e aceita numa boa, por se tratar de uma questão de soberania nacional; os bolivianos têm todo direito quanto ao acesso e controle das riquezas do seu próprio solo.

Mas, a nosso ver, o ato nacionalista de Morales foi equívocado, e o prejuízo maior acabará recaindo sobre o seu próprio país, e o sofrido povo boliviano. Vai espantar e afastar o investidor estrangeiro - quem quererá investir num país onde há o risco iminente de rompimento unilateral do contrato? Que garantias e promessas o governo boliviano poderá oferecer ao capital estrangeiro, daqui para a frente ? E, sem investimentos ou financiamentos do capital externo, como a Bolívia espera alcançar desenvolvimento interno, sendo um país pobre como é ? Que mágica o presidente boliviano espera realizar ? Esse “tiro” de Morales foi como um tiro disparado no próprio pé!

Sem dúvida, uma boa dose de nacionalismo e de patriotismo é necessária e louvável; mas essa política ultra-esquerdista e xenófoba de Morales, não pode ter lugar em um mundo moderno como o de hoje. É arcaica, retrógada, está na contra-mão da história, e poderá isolar a Bolívia do resto do mundo, e do acesso a novas tecnologias e ao progresso proveniente de nações mais desenvolvidas.

Essa atitude de Evo Morales parece coisa de índio!

Oremos pela Bolívia, pelo governo e pelo povo boliviano.

(*) Edemar Vitorino - é pastor evangélico, escritor,  conferencista ... Saiba mais...


<< Recentes 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 Anteriores >>

Crônicas da Vida
Pastorais e Estudos
Eventos
Comunicações
Utilidade Pública
Humor
Reportagens
Mulher
Pesquisas & Estatisticas
Avivamento
Pedido de Oração
Datas Celebrativas
Fotos
Clips
Livros - Indicação
Missões
Ilustrações
Áudios de Mensagens
Oportunidades de Negócios


Facebook

Visitantes: 369461
Visitantes Online: 3
© Blog do Pastor - 2007 desenvolvido por