Fonte Maior Fonte Padrão Fonte Menor
01 Out 2013
Toyota apresenta o elétrico i-road
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Reportagens, Oportunidades de Negócios

Nova pagina 1


Com três rodas, pequeno ganhará as ruas do Japão em 2014
em um projeto de carros de aluguel


Toyota i-road: projeto de carros de aluguel no Japão
Foto: Toyota i-road

Rio - A Toyota dá mais um passo no mercado de veículos ecologicamente corretos. A aposta é o i-Road, elétrico que ganhará as ruas do Japão em 2014. O modelo fará parte da frota do sistema integrado de transporte Ha:Mo, que terá 62 bicicletas e 55 carros elétricos de aluguel espalhados por 17 estações próximas a terminais de trem, metrô, ônibus e centros comerciais da cidade de Toyota.


Pequeno elétrico de três rodas tem capacidade para dois ocupantes
Foto: Divulgação

Apresentado ainda como um conceito no Salão de Genebra, em março passado, o i-Road lembra o Renault Twizzy. Mas ao contrário do modelo da marca francesa, o japonês é equipado com três rodas, sendo duas na dianteira e uma na traseira ? no Twizzy são duas em cada eixo.

Com capacidade para dois ocupantes, o i-Road tem dois motores elétricos de 2kW montados nas rodas dianteiras ? total de 2,71 cv de potência. A autonomia é de cerca de 50 km e a bateria pode ser recarregada em tomadas doméstica em até três horas.

O mais interessante do i-Road, porém, é o sistema de inclinação em curvas ? ‘Active Lean’. Este é capaz de equilibrar automaticamente o modelo nas curvas ou em superfícies irregulares. O cálculo é feito com base no ângulo de direção e na velocidade do veículo ? o volante transmite as informações para os sensores que ativam o sistema.


i-road se equilibra automaticamente nas curvas
Foto: Divulgação

Fonte: O Dia online


24 Set 2013
A propósito, qual é o Propósito?
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Oportunidades de Negócios

Nova pagina 1

Por: Robson Vitorino (*)

Sem querer ser nostálgico, mas já sendo, os anos 80 marcaram a minha geração principalmente na área cultural. As músicas desta década ainda são muito tocadas. Você se lembra daquele grupo o Ultraje a Rigor? Eles tinham uma música que fez muito sucesso na época chamada Inútil. Segue um trecho da música:

“A gente não sabemos
Escolher presidente
A gente não sabemos
Tomar conta da gente
A gente não sabemos
Nem escovar os dente
Tem gringo pensando
Que nóis é indigente…
“Inúteu”!
A gente somos “inúteu”!
“Inúteu”!
A gente somos “inúteu”!

Esta música trata de um problema crônico e global que é o desconhecimento do propósito da vida.
Eu tinha uns 15 anos e já namorava a minha atual esposa (que privilégio!) e estávamos saindo de um shopping na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, refletindo sobre nosso futuro e expectativas. Naquele momento nossos olhos se encheram de lágrimas como uma mistura de expectativa e frustração em não ter as respostas para o propósito das nossas vidas.

Em algum momento da vida nós deitamos a cabeça no travesseiro e pensamos que a vida é mais do que isso acordar, trabalhar, ver TV. Finais de semana, festas, cinema e, se tiver sol, uma praia. Talvez você esteja pensando “Ah, mas isso é viver!”, não isso é existir.

Existir está para coisas ordinárias, assim como viver está para coisas extraordinárias.
Viver implica na capacidade de identificar seus dons e talentos, utilizá-los e fazer aquilo que vocês nasceu para fazer, de forma extraordinária, produzindo algo de valor para o próximo e recebendo a satisfação de fazer algo que valha à pena.

Eu conheço e, talvez você também, pessoas que:
? Não se sentem realizadas
? Sentem que são uma farsa
? Parecem estar vivendo a vida de outra pessoa
? Estão vivendo o que os outros queriam que ela fosse
? Tentam fingir que são uma coisa que não são

A descoberta do propósito passa por:

1. Identificar quais são os seus talentos
Todos nós somos dotados de talentos. A palavra talento no inglês é Gift que também significa “presente”. Sim, talento é um presente que recebemos ou adquirimos. Existem os talentos natos (atrelados à sua personalidade) e os adquiridos (obtidos por meio de experiências de vida, estudos ,etc.)
Um talento é uma habilidade diferenciada e o seu resultado é algo que você faz com excelência e melhor do que a média.

2. Servir
Pense num músico de sucesso que você goste. Ele só obteve sucesso porque exercitou o dom servindo ao próximo. Sim. Você gasta dinheiro para comprar um DVD, ingresso de show, porque percebe valor no que ele produz. O dom deste músico em exercício agrega valor a você. É assim também com aquele médico excelente amigo da sua família. O que você tem feito com os seus dons? Como os seus dons vêm servindo ao próximo? O sucesso e a satisfação estão garantidos quando se coloca o dom a serviço do próximo.

3. Perder o tempo de vista
O tempo é o grande inimigo da obrigação. Tudo que fazemos que esteja isento de prazer demora a passar. É praticamente uma lei universal. Mas se você está lendo este artigo e buscando identificar qual é o propósito da sua vida, procure se lembrar de experiências em que você desenvolveu atividades tão prazerosas que nem viu o tempo passar. Possivelmente, a realização de atividades que nos proporcionam este sentimento, são atividades alinhadas com os seus dons e propósito.
O meu desejo é que você seja capaz de completar a frase “Eu existo para…” e, ao ter a convicção do seu propósito, focar todos os seus talentos e cumpri-lo da melhor forma, estando certo de que a felicidade e satisfação serão seus companheiros inseparáveis.

(*) Robson Vitorino é sócio da Maxta Treinamento e Desenvolvimento, Coach, palestrante, professor, articulista e consultor nas áreas de Marketing, Comunicação, Liderança e Gestão de Pessoas ? www.maxta.com.br

Tags: apresentações, apresentadores, advocacia empresarial, advocacia na era do conhecimento, advogados, bancas de advocacia, coaching jurídico,consultoria de marketing jurídico, consultoria de marketing legal, crescimento de escritórios, gestão de escritórios de advocacia, gestão do conhecimento jurídico, gestão escritórios de advocacia, gestão jurídica, inovação na advocacia,liderança, liderança corporativa, liderança criativa, marketing jurídico, maxlegal, maxta, robson vitorino


21 Set 2013
Varre Sai comemora nos dias 26 a 28/09/13 o ?XI Dia do Evangélico?
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Eventos, Reportagens, Datas Celebrativas

Nova pagina 1 Nova pagina 2

Adoração e ministração da Palavra de Deus foi a forma escolhida pelos evangélicos de Varre-Sai para comemorar o seu dia, instituído por lei municipal. A 11ª edição da festa que tem como tema “Jesus: Fonte de água viva” ? João 4:14, acontecerá entre os dias 26 a 28 de setembro, na rua Bernardino de Oliveira Santos, no centro da cidade.

As atrações se apresentarão a partir das 19 horas e a programação inclui na quinta-feira (26/09), o cantor local Marciano, ministração da Palavra de Deus com o Pastor Cornélio (Igreja Assembléia de Deus Primeiro de Maio de Itaperuna), seguido do cantor e compositor Anderson Freire.

Na sexta-feira(27/09), a programação será iniciada com a apresentação da Banda Nova Aliança, seguida da Banda Promessas e da dupla Wellinson e Ivania e ministração da Palavra de Deus pelos pastores Adenir Rodrigues (Congregação da Igreja Batista Ebenézer), Pastor Edemar Vitorino (Igreja Presbiteriana de Varre-Sai), Pastor Genecir Reis (Igreja Assembléia de Deus Povo Abençoado) e Pastor Rafael Damasceno (Igreja Mundial).

No sábado (28/09), acontecerá abertura com a cantora Jozilaine (Igreja Assembléia de Deus Povo Abençoado Itaperuna), seguida da ministração da palavra com o Pastor Samuel Malafaia e encerrando, apresentação do cantor Fabiano Barcellos.

O evento é realizado pela Associação Beneficente dos Evangélicos de Varre-Sai (ABEVS), com o apoio da Prefeitura Municipal de Varre-Sai.

“A Associação convida a todos varre-saienses e cidades vizinhas para estarem participando desse evento que não é exclusivo para os evangélicos, mas para todos os cidadãos do município que quiserem estar conosco neste momento de celebração e louvor a Deus”, disse o presidente da Associação, Gilson Reis.

Fonte: Folha de Italva

Tags: varre-sai, varre, sai, dia, evangélico


17 Set 2013
Apresentações & Apresentadores Inesquecíveis
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Oportunidades de Negócios

 

Por: Robson Vitorino (*)

Precisando melhorar suas técnicas de apresentação e comunicação? Tem um desafio pela frente? Precisa fazer uma apresentação inesquecível?

Fazer uma apresentação qualquer pessoa pode fazer, agora uma apresentação inesquecível e marcante não é para qualquer um. Ganhar o respeito e admiração de uma platéia requer muito mais do que dominar o assunto. É preciso ter uma boa história e saber contá-la de forma clara, objetiva e emocionante. São os detalhes que fazem a diferença: o tom de voz, o conjunto apresentador e apresentação, design, simpatia do apresentador, elementos surpresas usados na hora certa, etc. Cada história é única e a depender do seu público, a Maxta irá traçar uma estratégia de comunicação específica, seja com recursos para desafiar a platéia, emocionar, divertir, etc.

A Maxta desenvolve o apresentador e a apresentação:
1. Por meio de ferramentas específicas lhe auxiliamos a estruturar o raciocínio
2. Elaboramos o roteiro para a sua apresentação (Storytelling)
3. Organizamos o conteúdo
4. Aparelhamos o apresentador ? Oratória, Programação Neurolínguística, etc.
5. Montamos a apresentação ? Design em multiplataformas (Powerpoint, Flash, vídeos, etc.)
6. Acompanhamos você em sua apresentação

Benefícios:
- Apresentações inesquecíveis ? Branding
- Aperfeiçoamento e desenvolvimento de habilidades de comunicação
- Consolidar a sua imagem como um palestrante diferenciado
- Ganho de inteligência emocional e controle emocional
- Compartilhar experiências com eficiência
- Ajudar ao próximo de forma marcante

(*) Robson Vitorino é sócio da Maxta Treinamento e Desenvolvimento, Coach, palestrante, professor, articulista e consultor nas áreas de Marketing, Comunicação, Liderança e Gestão de Pessoas ? www.maxta.com.br

Tags: apresentações, apresentadores, advocacia empresarial, advocacia na era do conhecimento, advogados, bancas de advocacia, coaching jurídico,consultoria de marketing jurídico, consultoria de marketing legal, crescimento de escritórios, gestão de escritórios de advocacia, gestão do conhecimento jurídico, gestão escritórios de advocacia, gestão jurídica, inovação na advocacia,liderança, liderança corporativa, liderança criativa, marketing jurídico, maxlegal, maxta, robson vitorino


17 Set 2013
Liderança Criativa
0 Comentários - Comentar  ::  Categoria: Oportunidades de Negócios

Por: Robson Vitorino (*)

As empresas buscam de forma continuada os profissionais mais criativos e inovadores. A recíproca é verdadeira, os profissionais sonham em trabalhar em empresas inovadoras e criativas. As empresas são feitas por pessoas, e isso implica dizer que as pessoas criativas e inovadoras buscam trabalhar com outras pessoas criativas e também inovadoras. É o que o guru da Liderança John C. Maxwell chama de “lei do magnetismo”.

Maxwell define a lei do magnetismo como a capacidade de líderes inspirarem e atraírem pessoas com características parecidas com a dele. Quem você é define quem você atrai. Talvez isso explique muita coisa. O mundo olha para a Apple e aguarda com expectativa como serão os próximos anos sem Jobs. Jobs foi singularmente genial e, mesmo sendo rotulado como um líder “narcisita produtivo” e pouco carismático, ele soube atrair outros senão iguais ou muito parecidos. Agora é encarar a prova do tempo.

Pense agora num líder que lhe inspira. O que é que ele tem que lhe atrai? O quanto você tem dessas características que lhe atraem?

Quando penso em criatividade lembro-me de imediato da minha infância. Até os meus sete anos de idade, as caixas de creme dental viravam aviões monomotores. Aro de bicicleta virava cesta de basquete. Tocos de madeira e elásticos de soro viravam poderosas armas de feijão (coisas de meninos!). Não havia limite para a imaginação e empenho para criar as engenhocas. Engraçado é que num longo período de tempo essa característica criativa ficou adormecida. Justamente no período em que a vergonha e o medo da opinião social e de me expor começou a crescer dentro de mim. Neste momento, passei a me apegar aos paradigmas e aos modelos padrões de comportamento. Isso tudo funcionava como uma armadura que me protegia de ser ridicularizado ou rejeitado por pensar diferente (mas eu não agia diferente). O nosso tradicional modelo educacional nos ensina a sermos excelentes repetidores e bons executores. Fomos ensinados a sufocar aquilo que o mercado atualmente mais valoriza e busca: criatividade e autenticidade. Sim, um grupo de pessoas criativas e autênticas forma um ambiente criativo.

Na era dos especialistas, é obrigatório ter uma resposta pronta e uma solução baseada na experiência. É o modelo padrão de comportamento corporativo predominante, envolto pela capa da “experiência”, sempre dentro da “zona de conforto” e o menos autêntico possível. É assim que queremos inovar? Repetindo de forma segura e tradicional as boas e velhas soluções já desgastadas pelo uso?

A liderança criativa é necessariamente um culto à vulnerabilidade. E o ponto de partida para formar um ambiente criativo e inovador é a prática da liberdade de dizer: não sei. Despindo-se do “saber pré-pronto”, longe da zona de conforto de quem não é curioso para descobrir o novo. O diferencial está justamente em se sentir desafiado em descobrir algo novo e de um jeito diferente, e acreditar que é possível.

Os colaboradores já “vestiram a camisa” na década de 90, agora o slogan é “pensar fora da caixa”, isto é, ser mais criativo, quebrar paradigmas e inovar. Não existem empresas criativas. O que existe são líderes criativos que atraem profissionais criativos. E esses líderes criativos valorizam o conhecimento. E por valorizarem o conhecimento eles criam ambientes favoráveis ao desejo de pensar “fora da caixa”. O líder criativo tem a responsabilidade criar um ambiente favorável à criatividade e cultivar em seus liderados o desejo de criar. Cabe registrar que não estamos falando de políticas de remuneração variável bonificando as ideias que forem adotadas pela empresa. Em alguns casos o dinheiro esvazia o prazer e mata a espontaneidade. Criar um ambiente favorável à criatividade está relacionado à:


1. Dar um norte para o pensamento. É o maestro quem define qual e a música que será entoada. O líder criativo precisa dar um foco para canalizar o esforço criativo da equipe. Em muitos casos esse foco é um problema. Não consiste em identificar um problema para encontrar os culpados, mas sim identificar a origem do problema e focar a equipe para pensar em soluções.

2. Incubação de ideias. Cabe ao líder criativo regar as sementes de boas idéias com o tempo. É do líder a responsabilidade de controlar a ansiedade do grupo em querer eleger uma solução para o problema sem dedicar tempo suficiente para ter os indícios da melhor ideia. Quando tratamos do campo das ideias, a ansiedade é a vitamina da superficialidade. O líder criativo tem o poder de conduzir a equipe a um aprofundamento capaz de trazer à tona um conjunto de conhecimento diferenciado e especial. Na era do “tudo pra ontem” saber transformar a ansiedade numa boa expectativa é um desafio para os líderes criativos.

3. Desafiar a equipe diariamente. Ao definir um foco é preciso desafiar a equipe a realizar um esforço coletivo e colaborativo. Não é provar que é o mais inteligente, mas de quem é mais ousado e corajoso. É preciso ter coragem para se expor. O trabalho coletivo pode dividir a autoria, mas também diminui o peso da exposição que é um fator inibidor da criatividade. Além disso, a correlação de diversas ideias tem um grande potencial de conhecimento e criatividade. Mas isso não acontece espontaneamente, é preciso provocar e desafiar a equipe a buscar e compartilhar o seu melhor. É preciso coragem e liderança.

4. Fazer perguntas poderosas. O líder criativo não é uma máquina de respostas, mas um mestre em fazer perguntas poderosas que inspiram os colaboradores a pensar além.
Como a nossa empresa pode ser beneficiada com isso? O que dever ser feito para executarmos essa ideia? Além dessa ideia, qual outra situação merece a atenção da empresa? O quanto você acredita que essa ideia pode dar certo? Quando isso acontecer como você imagina que estaremos? Por que devemos investir nessa ideia? Se não der certo o que é que iremos perder? E se não executarmos o que iremos perder?
Enfim, um líder criativo não é um “sabe tudo”, mas um mestre na arte de perguntar.

5. Consciência do seu papel. O líder criativo sabe que não está disputando com os seus liderados. E por saber disso, está vacinado contra a doença da vaidade extremada. Ele sabe distinguir a satisfação de ter montado um time criativo e vencedor, do orgulho em achar que todo o sucesso alcançado foi devido a ele. Um líder criativo vaidoso, não é líder, é apenas um profissional tentando se aproveitar do potencial criatividade seus colegas para se promover. Esta situação não é sustentável. É fundamental que o líder criativo seja maduro suficiente para saber que o seu papel é criar um ambiente criativo e conduzir a sua equipe a produção de ideias inovadoras, criando condições favoráveis para que essas ideias ganhem vida, gerando satisfação e o sentimento de realização e obtendo o reconhecimento para os envolvidos no processo.

Você é um líder? Está satisfeito com a sua equipe? Que tipo de liderado você tem atraído? Reflita melhor sobre o líder você é, e o tipo de líder que deseja ser nos próximos anos.

(*) Robson Vitorino é sócio da Maxta Treinamento e Desenvolvimento, Coach, palestrante, professor, articulista e consultor nas áreas de Marketing, Comunicação, Liderança e Gestão de Pessoas ? www.maxta.com.br

Tags: advocacia empresarial, advocacia na era do conhecimento, advogados, bancas de advocacia, coaching jurídico,consultoria de marketing jurídico, consultoria de marketing legal, crescimento de escritórios, gestão de escritórios de advocacia, gestão do conhecimento jurídico, gestão escritórios de advocacia, gestão jurídica, inovação na advocacia,liderança, liderança corporativa, liderança criativa, marketing jurídico, maxlegal, maxta, robson vitorino


<< Recentes 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 Anteriores >>

Crônicas da Vida
Pastorais e Estudos
Eventos
Comunicações
Utilidade Pública
Humor
Reportagens
Mulher
Pesquisas & Estatisticas
Avivamento
Pedido de Oração
Datas Celebrativas
Fotos
Clips
Livros - Indicação
Missões
Ilustrações
Áudios de Mensagens
Oportunidades de Negócios


Facebook

Visitantes: 407976
Visitantes Online: 5
© Blog do Pastor - 2007 desenvolvido por